Home » Internet » Hackers roubam dados de usuários de rede social para “escapadinhas”

Hackers roubam dados de usuários de rede social para “escapadinhas”

Hackers ameaçam expôr dados de mais de 37 milhões de usuários do site Ashley Madison, rede social voltada a promover encontros extraconjugais

4 anos atrás

ashley-madison

Tem gente que gosta de viver perigosamente, isso é fato. Também há aqueles que não param dois minutos para pensar com a cabeça certa e se aventuram em casos fora do casamento, o que quase sempre acaba em confusão, brigas, tragédia, litígios, divórcios e por aí vai. No fim das contas, não vale o esforço.

Ainda assim tem gente que se aventura, e percebendo que há todo um filão a ser explorado que surgiu o site Ashley Madison, uma rede social voltada a juntar pessoas que gostam de dar suas escapadinhas extraconjugais. Ele é um sucesso e possui milhões de usuários cadastrados em todo o mundo — inclusive no Brasil — que pagam para ter acesso. Já viu onde vamos chegar, né?

Pois bem, como nada na internet é 100% seguro obviamente que o serviço um dia se envolveria num caso complicado: o profissional de segurança Brian Kerbs informou na semana passada que a rede social foi alvo de um grande ataque organizado por um grupo chamado Impact Team, que cresceu os olhos no crescimento acelerado da rede social. Ou seja, se tornou um alvo fácil.

Até o momento uma parte dos mais de 37 milhões de usuários tiveram seus dados expostos na internet: informações como nome verdadeiro, endereços e dados de cartões de crédito. Ou seja, pacote completo que irá dar uma tremenda dor de cabeça para quem curte uma aventura fora do casamento.

Os hackers ameaçam divulgar uma grande quantidade informações, incluindo preferências sexuais dos usuários, nudes, histórico de conversas e transações financeiras caso a Avid Life Media não feche o Ahsley Madison e seus sites irmãos, Cougar Life e Established Men. O movimento seria uma resposta a uma prática considerada desonesta: a cobrança de uma taxa de US$ 19 para a remoção total dos dados do usuário de seu banco de dados. Além de ser uma prática desagradável, segundo os hackers dados financeiros não seriam deletados.

ashley-madison-hack

De acordo com Krebs, a ALM vem trabalhando duro desde o ataque para corrigir o problema e derrubar os links com os dados dos usuários postados pelo Impact Team. O CEO Noel Biderman confirmou o hack, dizendo que “não nega” que ele tenha acontecido.

Enquanto o pessoal do site trabalha para conter o estrago e os usuários se descabelam com a possibilidade certa de serem descobertos por seus cônjuges eu me divirto com a situação: pois se os usuários queriam uma vida de emoções, conseguiram.

colbert-popcorn

Fonte: Krebs on Security.

relacionados


Comentários