Home » Ciência » Destaque » Breaking News: um drone NÃO atingiu um avião.

Breaking News: um drone NÃO atingiu um avião.

Como? Um avião atingiu um drone, vamos todos morrer? É o que estão anunciando por aí, mas como preferimos leitores a cliques, não, não é nada disso. O vídeo rodando as interwebs é falso. Clique e descubra o porquê.

4 anos atrás

PlaneCrash (1)

As interwebs estão pegando fogo com um <FONT SIZE=∞>“</FONT>suposto<FONT SIZE=∞>”</FONT>  vídeo. Nele um drone teria colidido com um avião comercial, acertando bem na Winglet, aquela pontinha curva da asa que parece ser só estética mas economiza 5% de combustível.

O vídeo é este aqui:

Live Leak — A drone just hit my plane this morning

Diz o sujeito que está bem, nada aconteceu, etc. Realmente, nada aconteceu, até porque o vídeo é falso.

Há vários pequenos problemas. Um deles é a velocidade. Estamos falando de um avião decolando, isso significa pelo menos 300 km/h. Uma colisão <inserir piada de Senna aqui> nessa velocidade é muito, muito rápida. Compare a era geológica que o drone leva até atingir a winglet, com uma colisão real de um pássaro contra um monomotor, que aliás voa bem mais devagar:

ABC News — Camera Captures the Moment a Bird Strikes Cockpit

O vídeo do “drone” usa dois recursos clássicos para distrair o espectador: coloca gente falando, no caso uma criança, e move a câmera o tempo todo, mas está certinho na posição quando o drone ataca.

No final ele comete um grande erro: soa o sinal de apertar os cintos. Naquela situação do vôo o sinal de soltar os cintos não teria sido acionado, os passageiros já estariam devidamente seguros.

É o típico caso de querer fazer tudo muito direito, aí entrega.

A maior dica entretanto, que passou ao largo de milhares de jornaleiros replicando o vídeo está na cara, digo, na asa.

ENHANCE!

branit

O nome não me é estranho… quer dizer, não conheço nenhuma empresa aérea chamada Branit. Será Braniff? Não, essa fechou em 1982, como descobrir que empresa é Branit.com? Ops, não sou jornaleiro, vou digitar no browser.

Bingo! O site de Bruce Branit, um sujeito que 15 anos atrás, junto com Jeremy Hunt basicamente criou o conceito de viral de internet, antes da existência do YouTube. Eles produziram um curta chamado 405, que era repassado avidamente, primeiro por ser vídeo, algo ainda novo na internet, segundo por ter efeitos especiais que normalmente não se via em produções caseiras. Assista, é legal até hoje:

floydb1982 — 405 The Movie (HD 720p/1080p)

Em resumo: um sujeito que trabalha com efeitos especiais repetiu o mesmo truque 15 anos depois, e pela quantidade de gente passando o link, o truque continua dando certo.

Fonte: dica do Aviões e Músicas.

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários