Home » Microsoft » Stephen Elop está de partida da Microsoft

Stephen Elop está de partida da Microsoft

De saída: Stephen Elop, ex-CEO da Nokia e atual VP de Dispositivos e Serviços da Microsoft está deixando a companhia

5 anos atrás

stephen-elop

Depois de facilitar o meio de campo para a Microsoft adquirir a Nokia, o ex-CEO da companhia finlandesa e atual VP executivo da divisão de produtos e serviços de Redmond Stephen Elop está deixando a companhia. A notícia veio através de um anuncio oficial.

Elop, que originalmente era um executivo da Microsoft foi contratado em 2010 para assumir o cargo de CEO da Nokia, e desde então ele tomou uma série de decisões controversas como aniquilar Symbian e Meego, bem como demitir 40 mil funcionários. A consequente aproximação da Microsoft quando a companhia começou a fabricar Windows Phones seria tudo um plano orquestrado para culminar em sua aquisição. Elop não raramente é chamado de cavalo de troia de Redmond.

Em 2014, com o fim do processo de aquisição Elop passou a ser o VP de produtos e serviços da Microsoft, praticamente o que dava a palavra final em tudo relativo a smartphones e hardwares em geral. Só que ele não era uma unanimidade dentro da empresa: quando Steve Ballmer se afastou do cargo de CEO e a Microsoft começou a sondar possíveis substitutos, Elop andou falando uma série de abobrinhas que o fizeram ser preterido ao cargo.

No fim Satya Nadella assumiu a incumbência e, como a presença do ex-CEO da Nokia não é muito agradável dentro da Microsoft o CEO acabou por desligá-lo de comum acordo. No e-mail disparado para os funcionários o executivo diz que Elop foi crucial nos rumos que o MDG (Microsoft Devices Group) para criar a melhor experiência para os produtos Microsoft, e acrescenta que ambos decidiram que esta é a melhor hora para Elop dar adeus.

O cargo de Elop passará para o até então VP executivo de Sistemas Operacionais Terry Myerson. Além disso ele irá chefiar uma nova divisão chamada Windows e Dispositivos, integrando software e hardware, seja para desktops ou dispositivos móveis em uma única equipe como forma de seguir a atual filosofia do Windows 10, tudo funcionando de forma integrada.

Fonte: Microsoft.

relacionados


Comentários