Home » Games » Twitch proíbe transmissões de jogos Adults Only

Twitch proíbe transmissões de jogos Adults Only

Twitch muda política do serviço e agora não permite mais a transmissão de jogos classificados como Adults Only, o que afetará por exemplo o polêmico Hatred.

5 anos atrás

hatred

Depois de pedir que seus usuários usem roupas mais comportadas durante as transmissões e causar uma bela polêmica, o Twitch aparece com uma nova regra que deverá causar mais discussão entre aqueles que transmitem suas sessões de jogatinas e os que simplesmente passam o tempo assistindo-as.

A partir de agora, qualquer título classificado pela ESRB como Adults Only está proibido de ser exibido por lá, medida que afetará um número pequeno de títulos, mas que poderá fazer um bom estrago na divulgação dos que receberam tal selo.

Anteriormente, nós tomávamos decisões específicas sobre quais jogos estavam ou não disponíveis para transmissões — às vezes devido a conteúdo notoriamente sexual, às vezes devido a violência gratuita,” publicou a empresa em seu blog. “Isso é insustentável e obscuro, gerando apenas mais confusão entre os usuários do Twitch. Queremos tornar esta política o mais transparente possível.

Logo após o anúncio começaram a surgir dúvidas sobre as classificações etárias em outros territórios, o que fez com que o pessoal do Twitch esclarecesse que se o título não recebeu a classificação AO nos Estados Unidos, ele está liberado para ser transmitido, mesmo que em outros países os órgãos responsáveis o tenham classificado como recomendado para maiores de 18 anos.

Essa mudança provavelmente deve ter caído como uma bomba lá pelos lados de Gliwice, cidade polonesa onde está situada a Destructive Creations, desenvolvedora que no ano passado causou a revolta de muita gente ao revelar o seu “simulador de assassinatos”, o Hatred.

Previsto para começar a ser liberado amanhã (29/5), o título foi apenas o segundo na história a receber o temido selo Adults Only devido a sua violência e como o Twitch responde hoje como um dos principais meios de divulgação de games, não ter jogadores influentes mostrando sua jogabilidade poderá ser um golpe bem duro. É verdade que a publicidade que o Hatred precisava — tanto boa quanto ruim — já foi feita, mas qualquer ajuda é sempre bem vinda e ainda pesa o fato do GOG não ter aceitado vender o jogo, algo que se torna ainda pior se considerarmos que os donos dessa loja também são poloneses.

Fonte: GamesBeat.

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários