Home » Fotografia » Flickr sendo racista em seu Auto-Tagging?

Flickr sendo racista em seu Auto-Tagging?

Sistema automático de tags do Flickr marca homem negro como Macaco e causa polêmica.

4 anos e meio atrás

flickr_auto_tagging_racista

Eu sou um dos partidários que acham que o politicamente correto está passando dos limites e que as pessoas estão ficando ofendidas com qualquer coisa. Mas, admito que em alguns momentos a coisa realmente parte para lados estranhos. Quem está passando por uma saia justa e sendo acusado de ridículos é o pessoal do Flickr. Antes de falar do acontecido, cabe aqui um comentário. Muita gente fala mal do Flickr por conta de seus termos de uso. Mas, se for assim, Instagram e Facebook também deveriam ter uma grande fama negativa. Eu gosto do Flickr e, como já disse aqui, pode não ser o melhor site de publicação de fotos, mas é o único que tive paciência de manter. Estou lá desde 2005 e sigo muita gente bacana por lá que produz fotografia de alta qualidade.

Bem, voltando ao rolo, o que acontece é que o Flickr lançou no início do mês uma nova tecnologia de auto tagging para o serviço. A primeira impressão do serviço foi bacana, pois o próprio sistema tenta identificar sua foto e adicionar algumas tags populares. Isso iria economizar tempo para o fotógrafo que teria apenas que dar uma olhada no que foi marcado pelo sistema e aceitar ou não a classificação. Muito bem, sabemos que muitos acabam não olhando para o que o sistema marcou e a foto é publicada apenas com as sugestões do Flickr. Aconteceu que uma foto de um homem negro de autoria de Corey Deshon recebeu, além das tags criadas pelo fotógrafo, 4 novas tags automáticas do Flickr. Duas delas eram “Ape” e “Animal”. Bem, vocês já perceberam o rolo que deu.

Muitos caíram matando dizendo que a política de auto tagging do Flickr é uma vergonha e que ela deveria ser revista. Outro caso que trouxe embaraços foi a foto do campo de concentração que foi marcada como “Sport” e “jungle gym”. Um porta voz do Flickr declarou ao jornal The Guardian que eles estão orgulhosos da tecnologia de reconhecimento avançado de imagem, mas reconhecem que existem problemas e que eles estão trabalhando para corrigir tudo. Porém, ele avisa que os fotógrafos devem excluir as tags incorretas para que o sistema aprenda quando está errado.

Todo sistema de reconhecimento de imagem está sujeito a erros, ainda mais quando os humanos cobram destes sistemas valores morais que eles não são obrigados a ter. Erros vão acontecer, mas também cabe aos usuários (que teoricamente são os seres racionais) a identificarem esses erros. Ao meu ver, é muita tempestade para um copo de água muito pequeno. Porém, uma vítima já apareceu nessa história. A tag “Ape” desapareceu do sistema automático do Flickr. Uma forma de evitar a fadiga.

Fonte: Petapixel.

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários