Chega pra lá, Elon. Blue Origin quer um espaço na mesa

“Passo a passo. Furiosamente.”

Antigamente bilionários gastavam suas fortunas em coisas como carros esportivos, iates, mansões, mulheres rápidas e cavalos lentos. Hoje isso mudou, os nerds conquistaram o mundo e mesmo o mais playboy dos bilionários, Richard Branson, se orgulha de investir em naves espaciais e submarinos.

Elon Musk, que fez sua fortuna com o PayPal hoje ganha dinheiro com a SpaceX enquanto sonha em colonizar Marte, mas ele não está sozinho. John Carmack gastou uma boa grana com a Armadillo Aerospace, que não deu muito certo, enquanto isso comendo pelas beiradas, fora dos holofotes ou mesmo das luzes de busca, vem Jeff Bezos.

Com US$ 40 bilhões no banco, o fundador da Amazon tem uma certa folga para brincar. E vem brincando com calma: com a Blue Origin, uma empresa dele, só dele, fundada em 2000 com a filosofia de fazer tudo, devagar, com calma. Nisso eles desenvolveram toneladas de tecnologia, vão inclusive fornecer motores para os foguetes Vulcan, da ULA.

Agora eles revelaram o primeiro vôo de teste do New Sheppard, uma nave 100% reutilizável para vôos suborbitais, principalmente turísticos. É essa trosoba aqui:

rocket_full_lightblue

A idéia é que ele decole, faça seu trabalho, libere a cápsula, ela volte em um pouso tradicional com para-quedas e o módulo principal pouse verticalmente. Dessa forma se o pouso não der muito certo, só se perde hardware.

A cápsula tem espaço para 6 pessoas, e janelas impossivelmente grandes:

capsule_side_white

O melhor: isso não é viagem de designer, não é sonho distante. O Blue Sheppard voou, ONTEM, em seu primeiro teste, atingindo quase 100 km de altitude, separando a cápsula e pousando-a com sucesso.

Blue Origin — First Flight

A única falha foi o pouso do foguete principal.

rocket_ring_full_white

Essas aletas direcionais consomem bastante fluído hidráulico, algo deu errado e ele não conseguiu pousar como deveria, mas como falaram, se fosse um lançamento convencional seria 100% de sucesso na PRIMEIRA tentativa. De uma empresa fundada 15 anos atrás.

Complicado achar pouco, enquanto há países com 50 anos de agência espacial e mal conseguem matar pinguins. Parabéns pra Blue Origin, dá gosto saber que como cliente da Amazon, meu dinheiro está ajudando a financiar essa brincadeira, e não salários de datilógrafos.

[ATUALIZAÇÃO]

Há boatos de que Jeff Bezos esteja baseando seu foguete em tecnologia kryptoniana roubada, mas isso é pura calúnia, o formato é puramente aerodinâmico.

Man_of_Steel

Relacionados: , , , , ,

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e para seu blog pessoal, o Contraditorium,

Compartilhar