Home » Mercado » Microsoft estaria perdendo dinheiro com cada Windows Phone vendido

Microsoft estaria perdendo dinheiro com cada Windows Phone vendido

Em registro à Comissão de Valores Mobiliários norte-americana, Microsoft declara que perde dinheiro com cada Windows Phone vendido.

4 anos e meio atrás

Laguna_Windows_Phone_Verizon

Conectividade 4G/LTE é um luxo que a maioria dos Windows Phones não tem (crédito: The Verge)

Quanto custa ser a terceira maior plataforma mobile do mercado global de smartphones? Num registro público de rotina no SEC (é uma espécie de Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos), a Microsoft revelou que teve mais despesas que arrecadação com o Windows Phone.

No trimestre fiscal que terminou dia 31 de março, a receita da divisão mobile (formada por ativos da Nokia Devices) foi de US$ 1,4 bilhão; enquanto as despesas da Microsoft com os smartphones dela superaram em US$ 4 milhões tal valor.

Laguna_Microsoft_Nokia_Building

Se considerarmos que no primeiro trimestre de 2015 a empresa vendeu pouco mais de 33 milhões de celulares em todo o mundo, cada aparelho vendido representou 12 centavos de dólar de prejuízo. Inclua aí os 8,6 milhões de Windows Phones.

Ano passado foram vendidos 40 milhões de Windows Phones ao todo.

Laguna_Windows_Phone_earnings_Q3_2015

Vendas da Microsoft Mobile (crédito: Phone Arena)

A cada ano, as vendas dos smartphones Lumia têm crescido numa média de 18%, então o tio Laguna pode especular que a Microsoft estaria vendendo seus Windows Phones a preço de custo para tentar ganhar mercado e lucrar com serviços. É uma estratégia bem interessante embora a participação de mercado tenha diminuído um pouco. Para acalmar os investidores e acionistas, bem que a Microsoft poderia enfatizar o quanto está lucrando com as patentes que detém do Android.

No Brasil, Windows Phone virou sinônimo de “celular barato”. Não é um título ruim tendo em vista lançamentos como o Lumia 532 e Lumia 540, mas esperar até o lançamento do Windows 10 (em julho?) por novos Lumia topo de linha é complicado.

Sim, entendo que, de uma forma geral, os aparelhos mais baratos são os que mais vendem, mas um novo Lumia topo de linha faz falta como vitrine do sistema. Nem que seja uma bela câmera com funções de smartphone.

Leia também:

relacionados


Comentários