Home » Mobile » Novo recurso do Android Wear não será possível em todos os smartwatches

Novo recurso do Android Wear não será possível em todos os smartwatches

Desmonte do Apple Watch revela que a bateria é “facilmente” substituível. Por outro lado, alguns smartwatches Android Wear podem não receber a próxima atualização, que trará suporte completo ao Wi-Fi.

5 anos atrás

Laguna_Apple_Watch_teardown_peq

Apple Watch sem a tela, ao lado de um relógio analógico desmontado (crédito: iFixit)

No mundo civilizado, hoje foi o lançamento oficial do Apple Watch no varejo. Como de costume, o iFixit apresentou o desmonte desse novo gadget da Apple. Deram nota 5/10 e o modelo desmontado foi o de 38 mm, mais barato.

Entre as novidades encontradas no hardware, temos uma pequenina bateria com carga de 205 mAh (fornece 0,78 Wh a 3,8 V) relativamente fácil de ser substituída e que consegue reter 80% da carga após 1.000 ciclos de recarga como nos iPads. A Apple vai oferecer serviço pago de troca apenas da bateria em suas lojas, se o cliente do relógio precisar ou desejar.

O cabo recarregador do Apple Watch é compatível com a tecnologia Qi, sendo capaz de recarregar um smartwatch como o Moto 360. O inverso não ocorre, ou seja: só dá para recarregar o relógio da Apple com o cabo oficial.

Talvez seja a parte de comunicação e autenticação, afinal o Apple Watch se comunica com o cabo USB oficial através dos diodos e fotodiodos. Com o iPhone, o relógio usa Bluetooth e Wi-Fi mesmo. Falando em Wi-Fi no relógio, quem tiver um smartwatch Android Wear pode estar com um aparelho que deixará de ser atualizado.

Laguna_Android_Wear_WiFi_support

Antena determinará se um smartwatch terá o Android Wear atualizado com suporte ao Wi-Fi (crédito: Ars Technica)

A próxima grande atualização do Android Wear trará aos relógios espertos do robozinho o suporte completo ao Wi-Fi. Isso quer dizer que os smartwatches serão mais independentes do smartphone Android, pois eles poderão conectar-se diretamente à internet quando tiver uma rede Wi-Fi disponível. Apesar de o concorrente Apple Watch ter Wi-Fi, ele é bastante dependente de um iPhone no momento.

Problema: embora todos os chips que equipem os relógios Android tenham suporte ao Wi-Fi, alguns dos aparelhos não têm internamente a… antena Wi-Fi. Pelo menos esse é o infeliz caso dos pioneiros LG G Watch e LG G Watch R, cujo desmonte revela tal ausência.

Em outros aparelhos, como o Gear Live (Samsung) e ZenWatch (Asus) o Wi-Fi não funciona por motivo não especificado pela fabricante, mas no caso do Gear Live a Samsung comprometeu-se a resolver o problema através de software numa atualização própria (eram os drivers?) antes da chegada do novo Android Wear.

Enquanto no fechado Apple Watch você pode atualizar a bateria, alguns smartwatches Android Wear poderão ficar sem um recurso bastante útil na nova atualização do sistema.

Laguna_Android_Wear_iOS

Que referências à Apple são essas no Android Wear? (crédito: Phandroid)

Uma outra coisa estranha que envolve o Android Wear são as referências à Apple no respectivo APK. Havia rumores (logo desmentidos) de que a Apple estaria barrando na App Store qualquer menção ao Pebble ou outro concorrente do Apple Watch.

Podemos então supor que tais citações no código-fonte representariam um esforço dos desenvolvedores para que as fabricantes de relógios Android Wear não tenham, no futuro, grandes dificuldades técnicas em adaptar o smartwatch para que ele seja compatível com um app no iOS, caso a Apple mude de ideia e/ou relaxe as restrições quanto aos concorrentes. Um plano de contingência.

Fonte: Phandroid.

relacionados


Comentários