Home » Mercado » Nokia estaria prestes a comprar a Alcatel Lucent

Nokia estaria prestes a comprar a Alcatel Lucent

Mercado europeu de telecom — segundo rumores, a Nokia estaria interessada em comprar a Alcatel-Lucent. Seria um bom negócio?

4 anos atrás

Laguna_Alcatel_Lucent_Nokia

O velho continente, ainda mais unido (crédito: WSJ)

A Nokia pode ter vendido sua divisão de smartphones para a Microsoft, mas a empresa restante está muito saudável. Tanto que estão circulando rumores de que a finlandesa estaria interessada em comprar a francesa Alcatel Lucent.

O motivo das especulações?

Laguna_Nokia_Alcatel_telecom_market

Participação de mercado das empresas (crédito: WSJ)

Na manhã da presente terça-feira (tarde no horário local) os presidentes de ambas as empresas europeias de infraestrutura de telecomunicações — Rajeev Suri da Nokia e Michel Combes da Alcatel-Lucent — teriam se encontrado com o presidente francês François Hollande. Após o encontro, o ministro da economia Emmanuel Macron teria inclusive comentado que tal aquisição seria “um excelente negócio para a Alcatel-Lucent” pois, além da soma de forças, não levaria a um grande número de demissões na França.

Os rumores de aquisição (ou fusão) afetou as ações de ambas as companhias nas bolsas de valores locais. As ações da Alcatel fecharam em alta de 16% na bolsa de Paris, cotadas a € 4,48 cada. Isso dá a empresa francesa um valor de mercado de 12,6 bilhões de euros.

Quanto à Nokia na bolsa de Helsinki, baixa de 3,6% com ação a € 7,49. Traduzindo: valor de € 28 bilhões. Em comunicado, a finlandesa preferiu negar qualquer interesse na compra de quem quer que seja.

Sim, tio Laguna, e daí? O que isso supostamente mudaria em minha vida?

Eu não sei, mas a sueca Ericsson, líder do mercado europeu de infra em telecom (antenas, cabos submarinos, fibra óptica, transmissores, etc) vai suar frio. E as chinesas Huawei e ZTE, idem naquela região. Empresas menores do outro lado do globo, como a Juniper Networks, poderiam ficar no fogo cruzado, sendo absorvidas pelas concorrentes.

Enfim, tudo caminha para a concentração de mercado. Bem-vindo ao capitalismo de gente grande.

Fonte: BBC.

Leia também:

relacionados


Comentários