Home » Meio Bit » Apple e Mac » Romero Britto vai processar a Apple

Romero Britto vai processar a Apple

Era só o que faltava: escritório de arte contratado pela Apple para ilustrar uma campanha chamada Start Something New starta algo kibado. Chupinham o estilo do Romero Britto e vendem trabalhos com a cara dele. Britto não gostou e mandou todo mundo pro pau.

4 anos atrás

911-cabriolet-Artr-car-by-Romero-Britto.1

Romero Britto não é exatamente o artista mais popular na internet. Seu estilo desagrada muita gente, mas suspeito que o que irrite mesmo seja a pervasividade. Não acompanho o bonde de ódio histério “odeio Romero Britto”, mas admiro que não acho nada demais no trabalho dele. Criou um estilo e agora é só copiar e colar em tudo que é objeto produzido pelo Homem.

O problema é quando não é o autor a copiar e colar, e sim dois sujeitos chamados Craig Redman e Karl Maier. Eles têm um estúdio de arte onde desenvolvem peças para clientes corporativos, um deles a Apple, que contratou peças da dupla para a campanha Start Something New.

kibe

Ê KIBE!

Não foi criado algo exatamente novo, e passeando pelo site da dupla dá pra ver que são, como direi, extremamente inspirados no estilo do Romero Britto. Sério gente, pára que tá feio.

kibaço

Romero ficou Britto nas calças, uma coisa é parasitarem o trabalho dele, a outra é venderem trabalhos pra Apple achando que vai ficar por isso mesmo.

Ele mandou um cease and desist, os dois não cessaram nem desistiram, como resultado Romero Britto foi pro pau, entrou com uma ação de perdas e danos, exigindo reparações, custas, cancelamento da campanha e o escambau. A Apple entrou de gaiata, mas faz parte. No mínimo vai colocar os dois kibadores na blacklist, SE não entrarem com uma ação também e obliterarem os dois da face da Terra.

Chega a ser ofensivo uma cópia descarada de um estilo único ser apresentada em uma campanha que se vende como original e, de qualquer jeito, o mundo não precisa de mais que um Romero Britto.

Fontes: Mac Rumors e Miami Herald.

Leia mais sobre: , , , , .

relacionados


Comentários