Home » Especial » Você não vai acreditar no que a Intel aprontou para o Brasil

Você não vai acreditar no que a Intel aprontou para o Brasil

Intel traz a quinta geração de processadores Core para o Brasil; fabricantes como LG, Lenovo e HP já disponibilizam modelos com os chips equipados

4 anos atrás

intel-core

David González, diretor geral da Intel no Brasil durante o eventto

Em evento realizado nesta terça-feira em São Paulo, a Intel enfim trouxe ao Brasil a quinta geração de seus processadores Core. Apresentados na CES 2015, eles alimentarão toda uma nova linha de dispositivos de fabricantes parceiros: notebooks, ultrabooks, All-in-Ones, dispositivos híbridos e mini-PCs para consumidores finais e empresas.

Antes de mais nada cabe um esclarecimento: a Intel ainda não introduziu a linha de processadores Broadwell para desktops, esses ainda deverão demorar um pouco. Aliás a Intel entendeu que o mercado hoje não se foca mais nos gabinetes: estes estão destinados a se tornarem produtos de nicho, utilizados principalmente por profissionais de ponta e gamers hardcore. Para todas as outras situações máquinas modestas e/ou móveis dão mais do que conta do recado.

O diretor geral da Intel no Brasil David González acredita que o mercado de computadores ainda tem espaço para crescer, e com os novos processadores, as máquinas serão mais potentes e mais energeticamente eficientes, gastando 15% a menos de energia do que os processadores Haswell. González frisou que isso vai libertar os usuários do carregador na mochila mas claro, cada caso é um caso.

A linha Core de quinta geração traz 14 novos processadores, sendo 10 deles com TDP de 10 W equipados com a GPU Intel HD Graphics, e quatro de 28 W com a Intel Iris, com melhor performance. Uma característica importante levantada por González: a partir de agora a Intel não utiliza elementos como zinco e ouro provenientes de zonas de conflito, e portanto não compactua com grupos armados.

A Intel acredita que a nova geração de processadores trará vantagens significativas para três cenários em especial: salas de aula, pequenas e médias empresas. Para estudantes por exemplo, os processadores Broadwell farão mais com menos energia e por isso os mesmos terão mais horas de uso durante os estudos, sem ter que se matar atrás de uma tomada.

As parceiras já se adiantaram e no evento dispuseram diversas máquinas equipadas com os novos chips. Alguns modelos da LG, Lenovo, HP, Dell e Acer já estão disponíveis e outros chegarão às lojas nos próximos meses.

lg-ultraslim-14

Um dos mais interessantes em exibição era o UltraSlim 14Z950 da LG, um ultrabook de apenas 980 g que vem com processador i7, display de 14” Full HD, 128 GB de espaço interno e 4 GB de RAM. Infelizmente ainda não temos informações de quanto ele ou qualquer outro computador irá custar, mas de acordo com os representantes das companhias, devido a nova política de atualização gratuita do Windows 10 é provável que a campanha de marketing se concentre em lembrar aos consumidores que todas as máquinas serão atualizáveis.

relacionados


Comentários