Home » Mobile » Desbloqueio de Android por detecção corporal pode não ser uma boa ideia

Desbloqueio de Android por detecção corporal pode não ser uma boa ideia

Google vai introduzir recurso no Android que manterá celular desbloqueado enquanto na mão ou no bolso, o que pode ser mais um problema do que uma solução.

4 anos e meio atrás

on-body-detection

O Google está inserindo uma série de funcionalidades novas no Android 5.1, e uma das mais recentes oferece uma solução prática para um vício moderno nosso, mas que pode causar uma série de problemas de segurança: através de um sistema de detecção corporal nossos robozinhos ficariam desbloqueados o tempo todo se estiverem em nossos bolsos ou na mão.

Então, o que poderia dar errado?

Muita coisa. O pessoal do Android Police descobriu a ferramenta fuçando em um Nexus 4 rodando Android 5.0.1, embora ela só se torne efetivamente ativa no 5.1. Ela funciona da seguinte forma: o acelerômetro do smartphone, responsável pela detecção de movimentos se encarregará de identificar quando ele está sendo manuseado, se guardado no bolso ou em repouso em algum outro lugar. Se ele estiver longe do dono ele permanecerá bloqueado, mas uma vez em uso ele permanecerá livre enquanto estiver na mão. Quando no bolso a tela será bloqueada, mas será destravada assim que o usuário o pegar, não exigindo nenhum tipo de senha.

O Google está introduzindo essa novidade para combater a mania que temos de desbloquear inúmeras vezes nossos smartphones apenas para ver nossas notificações (algo que a Motorola contornou de forma inteligente com o Moto Tela), mantendo o smartphone sempre livre assim que o pegarmos nas mãos. Claro que como você, leitor do MeioBit é inteligente já percebeu de cara o problema que essa funcionalidade traz:

Seu smartphone não tem como saber quem é o dono dele.

Digamos que você esteja usando seu Android, se esquece do recurso e o empresta para um amigo, ou ainda é roubado. Se ele não for devidamente bloqueado (julgando que o Google tenha ao menos pensado nisso, e não automatizado tudo) qualquer um terá acesso a seus dados porque o acelerômetro diz que ele está na mão de alguém, mas não sabe quem.

Eu espero que Mountain View não introduza essa ferramenta do jeito que ela se apresenta no momento, pois a meu ver é uma questão de trocar segurança por praticidade e isso nunca é uma boa ideia. Por outro lado há o recurso de segurança que permite desbloquear o aparelho em lugares confiáveis, com dispositivos acessórios ou por reconhecimento facial, e ele poderia ser utilizado combinado com eles. Ainda assim eu vejo isso mais como um problema do que qualquer outra coisa.

A funcionalidade será liberada para usuários do Lollipop através de uma atualização do Google Play Services.

Fonte: AP.

relacionados


Comentários