Home » Especial » LG Digital Experience 2015 traz G Flex 2 e G Watch R ao Brasil

LG Digital Experience 2015 traz G Flex 2 e G Watch R ao Brasil

Top de linha G Flex 2 e smartwatch G Watch R foram os destaques da LG Experience 2015; preços de ambos entretanto não são amistosos

5 anos atrás

lg-g-flex-2-001

LG G Flex 2: agora sim!

Hoje rolou em São Paulo a LG Digital Experience 2015, o evento que todos os anos é o mais importante da empresa no Brasil: é neste evento que a companhia apresenta não só seus novos produtos nas mais diversas linhas, como som, linha branca, iluminação, soluções corporativas, eletroeletrônicos, informática e mobile, como também apresenta seus mais recentes e desejados produtos.

Como era de se esperar, entre as novidades estavam as duas já esperadas há algum tempo: o top de linha G Flex 2 e o smartwatch G Watch R, isso sem falar nas novas TVs com webOS 2.0 e smartphones de entrada.

Mobile e wearables

lg-g-flex-2-002

A primeira novidade é de fato o G Flex 2, seus atual top de linha. Como eu já falei bastante dele por aqui vamos nos ater às primeiras impressões que o aparelho passa: em comparação a seu antecessor, o smartphone é menor (5,5 polegadas) e por causa disso possui uma pegada bem mais confortável, além do fato de ficar melhor acomodado no bolso da calça, seguindo o desenho da coxa como o primeiro G Flex.

O display curvo é Full HD, melhor do que o HD presente no G Flex original mas inferior do Quad HD do G3, mas isso não chega a ser um problema, embora não seja novidade que a tela, com os ajustes no máximo coma bastante energia da bateria de 3.000 mAh. A câmera principal é de 13 megapixels, com foco laser automático e estabilização óptica de imagem, recurso esse que está se tornando padrão em aparelhos high-end. Falando da tela ainda não comprei a ideia de um aparelho completamente curvo, mas reconheço que esse smartphone ganha pontos em comparação à sua primeira encarnação. Só que eu ainda prefiro o G3 nesse quesito.

Por baixo do capô está o Snapdragon 810, o octa-core 64 bits de 2 GHz da Qualcomm que seguramente se tornará uma sensação entre os aparelhos de ponta este ano, embora a LG esteja se voltando para trabalhar com seus próprios chips assim como a Samsung, que já preferiu utilizar apenas a linha Exynos nos Galaxies S6 e S6 Edge. Mas fica o aviso: o aparelho é rápido, bem rápido, não decepciona quem quer performance.

Por fim dá para apontar dois pontos fracos: o primeiro é mais uma vez a decisão da LG Brasil em trazer a variante inferior para o país: embora lá fora haja um modelo com 32 GB de espaço interno e 3 GB de RAM, a versão comercializada aqui conta com apenas 16 GB e 2 GB respectivamente, assim como ocorreu com o G3.

O segundo é o preço. A escalada louca do dólar e o fator tela curva puxaram o valor do G Flex 2 para salgadíssimos R$ 3.299,00, e olha que isso é valor sugerido. A LG informa que até o lançamento em abril o valor final pode variar (para cima, muito provavelmente).

lg-g-watch-r

LG G Watch R: esse é estiloso

E temos também o mais novo wearable que a LG traz ao Brasil, o G Watch R. Particularmente eu acho este smartwatch o mais interessante da categoria, ao menos até a chegada do Urbane LTE, esse sim pra lá de estiloso. Mas falando do que está chegando por essas paragens, ele foi na minha opinião o primeiro a ser lançado que realmente se parecia com um relógio normal, com visual esportivo e que combina com diversos trajes. Claro, por rodar Android Wear ele conta com diversas funcionalidades, tais como:

  • visualização de notificações;
  • navegação ponto-a-ponto;
  • acesso a apps de saúde e fitness;
  • integração com redes sociais;
  • controle de outros gadgets (Internet das Coisas);
  • visual customizável, com várias interfaces e opções de pulseiras;
  • certificação IP67, à prova de poeira e resistente a mergulhos de até 1 metro de profundidade por 30 minutos.

·  
O G Watch R possui um SoC Snapdragon 400, quad-core com clock de 1,2 GHz; 512 de RAM, 4 GB de espaço interno, bateria de 410 mAh e display OLED de 1,3″ com resolução de 320 × 320 pixels. A LG pretende lançá-lo junto com o G Flex 2 (não descartando inclusive um bundle) e o preço sugerido é de R$ 1.299,00, também sujeito a reajuste.

lg-volt-tv

A LG não esqueceu a linha intermediária: o LG Prime Plus, o LG Volt e o LG Leon também foram apresentados, todos com três variantes: 4G, 3G e 3G com TV Digital, neste último sendo equipados com uma antena interna. Os preços variam de R$ 549,00 do LG Leon 3G a R$ 999 do Prime Plus 4G. Para quem quer assistir TV em movimento, uma boa pedida talvez seja o LG Volt 3G com TV (acima), que conta com SoC quad-core de 1,3 GHz da MediaTek, 1 GB de RAM, 8 GB de espaço interno, câmeras de 8 e 1,3 MP e bateria removível de 2.100 mAh, que custa R$ 679,00 (suas especificações o colocam bem próximo do Novo Moto G). Ah, todos os modelos já rodam Android 5.0 Lollipop.

TV

webos-4k

A LG se concentrou em duas frentes: webOS 2.0 e OLED 4K. A empresa prometeu que a partir de abril 90% do portfólio de TVs receberão o update para a nova versão do sistema operacional, inclusive modelos antigos (embora não tenha esclarecido essa parte; particularmente não acredito que modelos de 2013 são elegíveis) e futuros que ainda não rodarão a nova versão quando saírem da caixa.

A LG pretende em 2015 consolidar o OLED, já que o vê como uma tecnologia superior ao LCD embora ainda seja um pouco cara. Foram apresentados três novos modelos de TVs curvas com 55, 65 e 77 polegadas, que devem chegar ao mercado também em abril.

Informática

monitor-34pol-ultrawide-quad-hd

Sem muitas novidades relevantes, o destaque foi para o monitor UltraWide curvo de 34 polegadas (acima), com resolução Quad HD e função Split Screen, que permite dividir a tela em quatro partes. Excelente para quem precisa de uma área ampla para trabalhar. Infelizmente não há previsão de lançamento e nem preço.

relacionados


Comentários