Home » Internet » TweetDeck mudará forma de login a partir de 31 de março

TweetDeck mudará forma de login a partir de 31 de março

Após 31 de março, usuários do TweetDeck serão obrigados a utilizar as credenciais do Twitter para acessá-lo. Medida foi tomada pela segurança dos usuários.

4 anos e meio atrás

tweetdeck_air

Sempre que escrevo sobre o TweetDeck, me bate uma saudade absurda do bom e velho TweetDeck AIR, o famoso amarelinho da imagem acima. Na minha opinião, o melhor cliente para Twitter para Windows que já existiu. Pena que foi descontinuado, mas isso são outros quinhentos.

Desde que foi lançado, os usuários eram obrigados a criar uma conta no próprio serviço, com endereço de e-mail e senha, para poder utilizá-lo. Somente depois o usuário autenticava e permitia que ele gerenciasse a sua conta do Twitter, inclusive múltiplas contas.

Depois que ele foi comprado pelo Twitter, as coisas mudaram um pouco. Ainda era possível autenticar e gerenciar as contas através dele, mas a rede social do passarinho azul passou a permitir que os usuários se autenticassem com as suas próprias credenciais, sem a necessidade de criar uma conta no TweetDeck somente para isso.

Contudo, no início da tarde desta quarta-feira, o Twitter anunciou, através de seu blog, que o acesso através das antigas credenciais deixará de funcionar em 31 de março de 2015. A partir de então, todos os usuários passarão a ser obrigados a utilizar as credenciais do próprio Twitter para acessar o serviço.

tweetdeck_login

Ao que tudo indica, o Twitter não tomou essa decisão antes para não impedir que um mesmo usuário gerenciasse várias contas através de uma mesma sessão. Esse problema foi sanado quando, em 17 de fevereiro, a empresa anunciou o TweetDeck Teams, solução na qual um usuário pode permitir que outros usuários acessem as suas contas.

Para a grande maioria dos usuários, nada mudará com a nova forma de autenticar no TweetDeck, mesmo àqueles que ainda utilizam o endereço de e-mail e senha. Contudo, para quem administra mais de uma conta através do serviço, será necessário utilizar o TweetDeck Teams para permitir que os colaboradores continuem acessando as contas em questão.

Segundo o Twitter, o grande benefício (e único, na minha opinião) para os usuários é que a nova forma de autenticação permitirá uma maior segurança para as contas, uma vez que o serviço conta com a “verificação de acesso”.

Tirando o trabalho que terei para ceder os acessos que já tenho, para mim, a novidade será meio que trocar seis por meia dúzia. Mas, se for melhorar a segurança da conta dos demais usuários, será bem-vinda.

relacionados


Comentários