Home » Mobile » Destaque » Google anuncia operadora virtual e Android Pay

Google anuncia operadora virtual e Android Pay

Google revela na MWC 2015 o Android Pay, uma plataforma própria de pagamentos e o projeto de uma operadora móvel virtual

4 anos atrás

google-sundar-pichai

Sundar Pichai, número 2 do Google

O Google também levou sua cota de novidades para a MWC 2015 mas podem tirar o cavalinho da chuva, não tem nada a ver sobre novos aparelhos Nexus (até porque o Nexus 6 nem deu as caras por aqui ainda…). Ao invés disso a gigante anunciou o Android Pay, uma plataforma de pagamentos de código aberto e a intenção de inaugurar uma operadora de telefonia móvel virtual.

Android Pay

Falemos primeiro da plataforma de pagamentos. Ela seria uma versão melhorada do Google Wallet — e alternativa, já que este não será descontinuado — que embora seja útil não teve tanto apelo entre parceiros como a Apple vem conseguindo. Ele não será um app à parte, mas uma API que os desenvolvedores utilização para integrar pagamentos móveis a seus próprios apps. Os usuários poderão armazenar suas informações de pagamento no próprio smartphone tal como ocorre com o Apple Pay, mas a responsabilidade da segurança ficará a cargo dos próprios aplicativos que fizerem uso da plataforma.

O Android Pay não utilizará os dados do cartão de crédito e outras informações do usuário para realizar os pagamentos. Ele seguirá lógica semelhante à empregada tanto pela Apple quanto pela Samsung, gerando uma ficha de pagamento única cujos dados não poderão ser utilizados em uma nova transação. Dessa forma, mesmo que alguém consiga interceptar os dados de uma compra não conseguirá fazer absolutamente nada.

A princípio o Android Pay vai funcionar tal qual o Apple Pay, dependendo de NFC e com a possível adição de identificação biométrica para realizar a validação das operações. Só que como o pessoal do Google não é bobo e de olho na solução do Samsung Pay, Sundar Pichai disse na apresentação que os desenvolvedores são livres para utilizar a solução como bem entenderem. E claro, político como é o executivo deixou claro que não pretende concorrer com a solução dos sul-coreanos, apenas oferecer uma opção a mais. Ok…

Pichai espera que o Android Pay seja utilizado em países como China e em lugares da África para a criação de soluções interessantes e mais importante — e isso é um acréscimo meu — úteis. Não há data para lançamento mas é provável que ouçamos mais sobre ele no próximo Google I/O.

Google como uma operadora móvel

Durante a coletiva na MWC Pichai também confirmou a intenção do Google em se tornar uma operadora de telefonia celular no futuro. O serviço seria oferecido em pequena escala nos Estados Unidos para não competir com as gigantes da telefonia, e até pelo fato que a ideia é atuar como uma operadora virtual: mesmo sem uma frequência ela pode atuar alugando a rede de um terceiro, implementando seus serviços através dela.

Embora o executivo tenha deixado claro que o Google não pretende competir em escala com AT&T, Verizon e cia. limitada, Pichai disse que pretende oferecer um serviço que integre conexão celular a Wi-Fi de modo a criar uma rede robusta, e que cubra todas as pontas que as operadoras não suportam hoje em dia. Em resumo, é o Google mostrando “como se faz”.

Não há informações de quando o serviço entrará no ar (o Google diz “nos próximos meses) e nem qual operadora dos Estados Unidos vai fornecer a infraestrutura.

relacionados


Comentários