Home » Games » Ex-CEO critica duramente decisões tomadas pela SEGA

Ex-CEO critica duramente decisões tomadas pela SEGA

De acordo com ex-CEO da SEGA, empresa esteve perto de fazer uma parceria com a Sony para a produção de um console e ter recusado a oferta foi a decisão mais estúpida que eles já tomaram.

4 anos e meio atrás

Tom-Kalinske

Na semana passada comentei por aqui sobre como é triste ver a SEGA perdendo sua força e depois de ler a entrevista de Tom Kalinske publicada pelo site Games Industry, esse sentimento só tornou-se mais forte.

Com o sugestivo e preocupante título “É a SEGA a próxima Atari?”, o artigo traz duras críticas feitas pelo ex-presidente da Sega of America, que desde 1996 controla a empresa de entretenimento educativo LeapFrog e que mesmo admitindo não estar acompanhando tanto a indústria de games, não poupou palavras ao falar da situação da (outrora?) gigante japonesa.

Para Kalinske, o que a SEGA se tornou não era inevitável, mas eles parecem estar tomando as decisões erradas há 20 anos e isso teria começado quando a Sony rompeu com a Nintendo e procurou os criadores do Sonic com a intenção de fazerem uma parceria.

Uma das principais razões que me fizeram deixar a SEGA foi quando tivemos a oportunidade de trabalhar com a Sony, quando Olaf Olafsson [CEO da Sony Interactive], Mickey Schulhof [CEO e presidente da Sony Corporation of America] e eu concordamos em fazer uma plataforma, dividir o custo de desenvolvimento, dividir o provável prejuízo por alguns anos, mas com cada se beneficiando do software que poderíamos lançar para aquela plataforma.

 

É claro, naquela época éramos muito melhores do que eles na parte de software, então eu vi isso como uma grande vitória. Fomos até a Sony e eles concordaram, ‘Ótima ideia!’

 

Se chamaríamos de SEGA-Sony ou Sony-SEGA, quem se importa?

 

Fomos até a SEGA e a diretoria recusou, o que penso ter sido a decisão mais estúpida já tomada na história dos negócios e a partir daquele momento, sinto que eles não tenham sido mais capazes de tomar as decisões corretas no Japão.

Espere aí! A menos que minha memória esteja me traindo, nunca tinha ouvido falar nessa possível parceria entre SEGA e Sony, o que acredito que realmente poderia ter mudado completamente o destino do Saturn, do Dreamcast e até mesmo levado toda a indústria para um caminho muito diferente do que temos hoje.

O mais impressionante no entanto é perceber hoje que, ao rejeitarem a Sony, tanto a Nintendo quanto a SEGA não imaginavam que estavam dando vida a um monstro que se não as engoliu, tem feito o possível para que isso aconteça.

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários