Home » Games » Indústria » Rebellion diz não se importar com o Metacritic

Rebellion diz não se importar com o Metacritic

Para CEO da Rebellion, o que tem feito jogos venderem são os vídeos publicados por jogadores e não as notas divulgadas pelo Metacritic.

4 anos atrás

sniper-elite-3

Depois de ser apontado como algo fundamental para o sucesso (ou fracasso) de um jogo, o Metacritic parece estar perdendo suas forças, com game designers como Warren Spector afirmando se tratar de um serviço irrelevante e estúdios como a Double Fine seguindo pelo mesmo caminho.

Isso tem acontecido porque, ao contrário do que se defendia antigamente, as vendas não estariam sendo influenciadas pelas notas presentes no site e um exemplo disso pode ser visto no jogo Sniper Elite 3. Embora tenha sido criticado pela mídia especializada, o jogo teve uma boa aceitação do público, chegando a liderar a lista de mais vendidos no Reino Unido por algumas semanas e o CEO da Rebellion disse o que pensa sobre o assunto.

Ninguém aqui jamais se importou com o Metacritic. Achamos que ele é irrelevante, para ser sincero,” declarou Jason Kingsley. “Nós apenas nos concentramos naquilo que os jogadores pensam e todas as notas agregadas dos usuários foram significantemente superiores as notas profissionais. Nos importamos com as pessoas que estão gastando seu dinheiro e se estamos felizes por temos feito um bom jogo.

De acordo com o executivo, algo que realmente tem feito com que as pessoas comprem um não um jogo são os vídeos de gameplay publicados em serviços como o Youtube e Twitch e se até as fabricantes de consoles aderiram a esta prática, eu não ousaria discordar da opinião de Kingsley.

A discussão sobre a importância das notas e sobre utilizá-las ou não em análises é antiga, tendo voltado à pauta recentemente, quando o site Eurogamer decidiu deixar de incluir pontuações em suas avaliações e como uma pessoa que as escreve há tantos anos, admito que é realmente frustrante ver alguém reclamar da sua opinião tendo visto apenas a nota que você deu a um jogo, ignorando solenemente todos os seus argumentos.

Para o leitor/jogador, evidentemente é muito mais rápido tomar uma decisão baseando-se apenas em um número, mas cada vez mais tenho me convencido de que ver o jogo em ação é algo muito mais importante para a maioria e por isso acho que o Metacritic precisará se reinventar, se é que isso é possível.

Fonte: GamesIndustry.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários