Home » Internet » Apple libera versão web do iWork para todos de graça

Apple libera versão web do iWork para todos de graça

Apple banca o bom samaritano: versão web do Pages, Numbers e Keynote está agora disponível para todos via browser, basta criar uma Apple ID gratuitamente

4 anos e meio atrás

icloud-iwork

A Apple definitivamente não é mais a mesma. Nos tempos de Steve Jobs seus softwares sempre se mantiveram restritos à sua plataforma, mas não é novidade que a empresa está tentando atrair mais usuários para seu ecossistema, portanto dar uma amostra grátis faz parte do jogo.

É o que acontece agora com o iWork, sua suíte de aplicativos para escritório: a partir de agora é possível utilizar os programas Pages, Numbers e Keynote em qualquer computador, via browser.

A novidade foi disponibilizada na página beta do iCloud, seu serviço de armazenamento online e produtividade que é um adversário direto do Google Drive e do Office Online. Como ambos oferecem ferramentas simples para que o usuário trabalhe tranquilamente sem precisar de um software dedicado, Cupertino julgou que é importante fazer o mesmo com o iWork: bastar ter uma Apple ID, que pode ser criada gratuitamente e não depende da aquisição de nenhum dispositivo da maçã.

Ao criar uma conta no iCloud você ganhará 1 GB gratuitamente para armazenar seus documentos. É possível criar apresentações e documentos bem elaborados, embora obviamente não haja tantos recursos como na versão dedicada para Mac ou iGadgets (amostra grátis, lembra?).

icloud-iwork-001

É uma suíte muito interessante e pode agradar quem tem curiosidade em usar a suíte da Apple mas não quer gastar uma baba em um Macbook ou num iPad. Se vai atrair usuários do Office? Difícil dizer, muita gente que possui Mac, iPhone ou iPad é usuário ferrenho do Office pela praticidade e recursos, mas em todo caso é uma tentativa válida. E é de graça (diferente do Office Online), que mal há nisso?

Aos interessados: o iWork é compatível com Windows 7 e OS X 10.8 e versões superiores e roda no Safari, Firefox, Google Chrome e Internet Explorer.

Fonte: TC.

relacionados


Comentários