Home » Mercado » Rússia quer que devs troquem iOS e Android por Sailfish OS e Tizen

Rússia quer que devs troquem iOS e Android por Sailfish OS e Tizen

Ministério das Comunicações da Rússia quer que desenvolvedores mobile abram mão de plataformas imperialistas e adotem os sistemas livres Sailfish OS e Tizen

5 anos atrás

putin-iphone

Calma, o iPhone não é do Putin; presidente russo é um dos poucos líderes mundiais que afirma não possuir um smartphone

A gente está careca de saber que a Rússia entrou numa vibe anti-ocidente fortíssima nos últimos tempos, culpa vindo principalmente do presidente Vladimir Putin. O ex-KGB (ex?) vem fazendo de tudo para fortalecer a Mãe Rússia, e no que diz respeito à tecnologia algumas decisões curiosas vêm sendo tomadas, como exigir acesso aos dados da Apple e SAP, a obrigatoriedade do armazenamento de dados no país, banir AMD e Intel, controlar a imprensa e a internet com mão de ferro.

Não é surpresa portanto os olhos do Kremlin se voltarem agora para o cenário mobile.

Neste sábado o ministro das telecomunicações da Rússia Nikolai Nikiforov tuitou uma mensagem interessante ao responder uma dúvida de um seguidor: basicamente o governo russo vai incentivar (tenho lá minhas dúvidas se isso na Rússia não é um eufemismo para impor) desenvolvedores mobile a abandonarem tanto o iOS quanto o Android em prol das plataformas abertas Sailfish OS e Tizen, muito porque as primeiras se recusaram a abrir suas portas para o escrutínio do governo. Era desejo de Putin e cia. Que Apple, Google, Facebook e outras empresas de tecnologia abaixassem suas cabecinhas e cedessem seus dados “em prol da segurança”, a fim de aumentar ainda mais o controle sobre a população.

Pois bem, isso não aconteceu e o governo agora fará seu movimento. Nas duas mensagens veiculadas Nikiforov diz que novos dispositivos Sailfish e Tizen serão vendidos “em massa” no território russo em breve, o que significa que a Samsung ganhará de lambuja um mercado consumidor enorme, visto que se os devs forem convencidos a não desenvolverem tanto para a Apple quanto para o Google, a oferta de aplicações locais minguará com o tempo. E note, isso vale para apps novos e antigos.

Embora a Samsung esteja fazendo de tudo para promover o Tizen, o caso do Sailfish é mais complexo. Ele é um fork do Meego assim como o SO mobile da Samsung, desenvolvido pela Jolla e apresentado ao público dois anos atrás. De lá para cá a adesão à plataforma foi mínima, mesmo ela mostrando alguns recursos de multitarefa bem interessantes.

Com isso temos a seguinte situação: a Joola e a Samsung terão, caso isso de fato se torne realidade um mercado forte para consolidarem seus produtos, ainda que a forma que isso será feito ainda levante dúvidas. Não se sabe se a Rússia vai restringir a comercialização de iPhones e Androids no país (eu não duvidaria, mas…) e em última análise isso pode significar mais apps para ambas as plataformas, ainda que esteja tudo escrito em russo.

Fonte: JU.

relacionados


Comentários