Home » Mobile » Maps? YouTube? Google abandona PlayStation Vita

Maps? YouTube? Google abandona PlayStation Vita

Sony deixa de suportar dois apps do Google no PS Vita: o YouTube e o Maps. Sem a geolocalização nativa, o aplicativo Near perde principal funcionalidade.

5 anos atrás

Laguna_PS_Vita_Maps

Sony Maps? Só sei que essa obra já foi terminada há dois anos, tio Google! 😉 (crédito: tio Laguna)

Na opinião do tio Laguna, fã da Nintendo, o PlayStation Vita é o melhor console portátil já feito. E considero-o como primeiro portátil da Sony, pois para mim o PlayStation Portable (PSP) nada mais foi que um projeto beta cag — desenvolvido para rodar jogos piratas e afugentar desenvolvedores para os smartphones. Ou algo assim, tanto faz.

Infelizmente o PS Vita não fez sucesso algum fora do Japão e nem de longe chegou a ameaçar o Nintendo 3DS. Um dos motivos foi a falta de um Monster Hunter ou qualquer jogo exclusivo popular que fizesse a compra valer a pena para a maioria dos jogadores. Com pequena base instalada sem muitas chances de expansão a longo prazo, a própria fabricante o rebaixou a acessório e jogos aguardados como Final Fantasy Type-0 acabaram indo para o PlayStation 4 mesmo.

Se as desenvolvedoras de jogos estão pulando fora desse magnífico e injustiçado console dedicado, por que as desenvolvedoras de aplicativos permaneceriam ali?

Pois bem, a primeira a abandonar o Titanic antes do iceberg é o Google.

Laguna_PS_Vita_YouTube

Se o browser é HTML5, para que vou usar este app do YouTube?

Por meio de um simples tweet, a Sony anunciou ontem (28/01) que os dois principais aplicativos do Google no PlayStation Vita sairão do sistema nos próximos meses: o Maps e o YouTube. Ambos já não estão mais presentes na loja de aplicativos do PS Vita e quem os tiver na lista de downloads só poderá baixá-los até dia 28 de fevereiro. Em março, desaparecerão até dessa lista.

No caso do Maps, poderíamos até supor uma situação semelhante à da Apple: cansada de pagar para usar os dados do Google Maps, a Sony talvez decidira criar um sistema de navegação próprio. Só que não, o que aconteceu foi que um terceiro aplicativo, o Near, era basicamente a única aplicação prática que dependia de geolocalização no PS Vita.

O Near era uma espécie de StreetPass da Sony, mas ao contrário do gimmick da Nintendo, simplesmente não pegou. Quase ninguém usava aquela rede social geolocalizada, nem mesmo no Japão.

Com a saída completa do Maps em março, o Near até vai funcionar depois disso (continuará como app nativo no sistema) mas não vai localizar outros usuários próximos do seu PS Vita e nem muito menos transmitir aos outros jogadores ainda desconhecidos sua localização. O Near será apenas mais um ícone na home. Como dono de uma versão 3G do PlayStation Vita, o tio Laguna fica triste por não poder mais contar com o aplicativo de mapas mas ao menos dá para acessar o Google Maps no browser mesmo.

Quanto ao app do YouTube, se você já o tiver baixado bem antes de março, ele continuará funcionando até dia 20 de abril, quando deixará de ser suportado pela Sony de vez. A japonesa alega que a API do YouTube mudou, tornando complexa a manutenção do aplicativo no PS Vita. Como o navegador do console possui suporte ao HTML5 e o YouTube matou o Flash de vez, não fará muita falta tal app.

O chato dessa situação toda é que a Sony passa a sensação de estar tirando funcionalidades do console com o tempo. Tudo bem que estamos falando de contenção de despesas, mas fico na torcida para que algum dia o PlayStation Vita deixe de ser tão rejeitado.

relacionados


Comentários