CEO diz que empresas deveriam ser forçadas a levar apps para o BlackBerry

blackberry-going-down

Sinceramente estava sentindo falta das maluquices vindas da BlackBerry. A última da ex-RIM foi solta pelo seu CEO John S. Chen, que estava bem comportado nos últimos tempos e verdade seja dita, é o responsável por ter colocado a empresa no rumo atual.

Claro, isso não evita que algumas coisas estranhas sejam ditas, como dizer que empresas deveriam ser obrigadas judicialmente a levar seus apps para sua plataforma, em nome da neutralidade da rede.

A preocupação de Chen foi expressada num post do blog oficial da BlackBerry, em que diz que é preciso promover o que ele chamou de “neutralidade de apps”, em que as empresas ofereceriam seus apps para todas as plataformas, independente das estratégias de mercado que cada companhia detém para seus produtos.

Em sua curiosa visão, Chen defende que startups ou grandes empresas que não disponibilizam seus apps para todos os dispositivos móveis — claro que ele está puxando a sardinha para o lado da BlackBerry — deveriam ser obrigadas judicialmente a fazê-lo. Ele inclusive cita dois exemplos: o iMessage da Apple (que é exclusivo iOS) e o app da Netflix, que não foi liberado para BlackBerry até hoje — só é possível acessar o serviço de streaming com um aparelho que rode BB10 e a Amazon AppStore, que fechou um contrato para distribuir o aplicativo.

A reclamação de Chen é basicamente #mimimi: ele diz que por conta da estratégia dos desenvolvedores, iOS e Android se tornaram duas plataformas com maior oferta de aplicativos enquanto a BlackBerry ficou a ver navios. Eu diria que ela fez por merecer, após anos de negligência e recusa em evoluir. Tentar forçar a barra para se equiparar aos rivais, apelando para a justiça é feio, muito feio.

A questão é que a BlackBerry defende essa atitude agora que está por baixo, e creio que dificilmente levantaria a questão de “neutralidade de apps” caso a situação fosse diferente, se a ex-RIM fosse ainda relevante e disputasse o mercado mobile de igual para igual com Apple e Google. A reclamação de Chen soa como o lamento do garoto que fez besteira e foi posto pra fora do play, e quer apelar ao síndico para entrar novamente.

Fonte: BB.

Relacionados: , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Profissional de TI auto-didata, blogueiro que acha que é jornalista e careca por opção. Autor do Meio Bit e Portal Deviante, podcaster/membro fundador/Mestre Ancião do SciCast e host/podcaster do Sala da Justiça.

Compartilhar