Home » Meio Bit » Computação móvel » WhatsApp Web, uma bela gambiarra em seu desktop

WhatsApp Web, uma bela gambiarra em seu desktop

WhatsApp Web é liberado, mas recurso é apenas um espelhamento que depende do smartphone para escanear um código e funcionar

4 anos atrás

Depois de tanta gente pedir, implorar para que o WhatsApp fizesse como o Telegram e Viber, a empresa ouviu os clamores e lançou o WhatsApp Web, seu esperado client web. Para usar é necessário escanear um código gerado pelo app no smarpthone.

Só que os desenvolvedores do aplicativo ou adoram um POG, ou a cúpula não quer que os usuários se afastem de jeito nenhum de seus smartphones. Isso porque o modo como o client opera não é das melhores.

whatsapp-web / Reprodução

A intenção por trás do WhatsApp Web é óbvia: permitir que quem fica muito tempo no desktop possa se comunicar com seus familiares e amigos sem ter que desviar os olhos para outra tela. Para mim mesmo o recurso é para lá de útil, fico bastante tempo no computador pessoal e não ter que ficar pulando entre ele e o smartphone é uma vantagem e tanto.

Se a ideia é boa, a execução (quando foi lançado) foi uma lástima: primeiro, o recurso — disponível em web.whatsapp.com — era, no início, acessível apenas através do Google Chrome. Portanto, se você usava Firefox, Safari ou qualquer outro navegador era obrigado a ter uma aba dedicada no navegador de Mountain View. Segundo, usuários de iOS estavam de fora da brincadeira no início também. Alegando “problemas com a plataforma da Apple”, só dava para usar o client web através do Android, BlackBerry e Windows Phone.

whatsapp-002

Aí você pergunta: mas por que cargas d’água eu precisaria de um smartphone para usar o WhatsApp no desktop? É aí que a gambiarra se revela: não dá para utilizar o recurso de forma totalmente independente do seu gadget. Na verdade, ele vai espelhar o app para seu PC. Primeiro é preciso ter a versão mais nova do app (para Android é só baixar aqui), entrar na página do client e escanear o presente QR Code.

A partir daí você terá acesso ao WhatsApp no Chrome. Ele é exatamente igual ao visto em seu smartphone, já que a página web vai servir apenas como um espelho do app. Caso seu smartphone se desconecte da internet, o programa deixa de funcionar. Não há um servidor dedicado, o WhatsApp Web apenas replica o que está em seu celular e sincroniza mensagens compartilhadas pela rede.

whatsapp-001

Na minha opinião, apesar de útil a forma com que o WhatsApp Web se apresenta, isso revela também um POG pra lá de safado. É bem possível que a estratégia da empresa (ou do Facebook, mais provável) é não desvincular o app do cenário mobile em hipótese alguma. Assim sendo, o Telegram, que possui clientes dedicados para iOS, Android, BlackBerry, Windows Phone, PC, Mac e Linux ainda é uma melhor alternativa, embora não seja tão utilizado quanto seu rival (mais de 600 milhões de usuários).

Atualmente, o WhatsApp Web já está disponível tanto para iOS quanto para outros navegadores, como Edge, Firefox e Safari, por exemplo.

relacionados


Comentários