Home » Meio Bit » Computação móvel » CES 2015 — Intel apresenta Compute Stick, chip Curie para wearables e linha Broadwell para notebooks

CES 2015 — Intel apresenta Compute Stick, chip Curie para wearables e linha Broadwell para notebooks

Intel traz novidades interessantes para a CES 2015, entre elas o chip Curie para wearables e o Compute Stick, que transforma qualquer TV num PC com Windows

4 anos atrás

intel-ces-2015

A Intel trouxe uma série de novidades para a CES 2015. Desde a esperada nova linha de processadores (ainda que no início apenas para notebooks) como chips para dispositivos vestíveis e acessórios para transformar sua TV num PC completo. Vamos dar uma olhada:

Habemus Broadwell! (só para notebooks)

A companhia apresentou na feira a quinta geração dos processadores Core i3, i5 e i7, mas ainda não foi desta vez que recebemos os chips para desktops. Por enquanto a Intel só liberou a arquitetura Broadwell para notebooks, ultrabooks e dispositivos híbridos. A companhia está indo devagar na introdução do processo de litogravura de 14 nanômetros, em substituição aos chips de 22 nanômetros da linha Haswell: por enquanto todos os chips são somente dual core, e a expectativa é de lançar os modelos quad-core somente no quarto trimestre.

As diferenças entre chips estão no TDP e recursos gráficos: o primeiro se divide em modelos de 28 W e 15 W, enquanto o segundo contém chips com GPU Iris Graphics 6100, HD Graphics 6000, HD Graphics 5500 e somente HD Graphics. Eis a tabela com os 17 chips e seus respectivos preços (clique para ampliar):

intel-ces-2015-001-thumb

intel-ces-2015-002-thumb

intel-ces-2015-003-thumb

Os novos chips são esperados para este trimestre.

Um PC Stick para a sua TV

intel-ces-2015-004

Não tem muito tempo a Intel lançou, meio que na surdina um dongle que transforma qualquer TV num PC completo. Como o produto era voltado para o mercado chinês o fato passou meio despercebido, mas agora a empresa lançou o Compute Stick, que é basicamente o mesmo item oficialmente na CES.

O Compute Stick possui processador Atom quad-core (clock não revelado), 2 GB de RAM, duas portas USB, entrada para cartões micro-SD, 32 GB de espaço interno, Bluetooth 4.0 e Wi-Fi. A alimentação se dá pela porta Micro-USB, podendo conectar numa porta da própria TV ou numa fonte externa.

Claro, não é nenhum PC de ponta mas já dá para brincar com Media Centre, além de ser uma excelente solução para empresas: pense na quantidade de hardware e cabos que serão eliminados, bastando fornecer um monitor, um Compute Stick e os periféricos?

O dongle será vendido em duas versões: a com Windows 8.1 chegará ao mercado durante o primeiro semestre por US$ 149; já a com Linux custará US$ 89 e ainda não possui previsão de lançamento.

Curie, um chip para wearables minúsculo

intel-ces-2015-005

A Intel também está investindo pesado na Internet das Coisas; vide o Edison, um diminuto computador do tamanho de um cartão SD. Agora a empresa apresentou durante a feira o Curie, um módulo tão pequeno quanto um botão de camisa (o CEO Brian Krzanich inclusive mostrou um e jurou que ele continha um Curie), voltado para a confecção de dispositivos vestíveis.

O bichinho pode ser pequeno mas é poderoso no que se propõe a fazer: ele é composto por um SoC Quark SE 32 bits e possui 384 kB de memória Flash, acelerômetro e giroscópio. Com conectividade via BLE, o Curie foi desenvolvido para consumir o mínimo de energia possível e por isso conversa tanto com baterias recarregáveis quanto descartáveis, como as presentes em relógios.

A Intel não perde tempo e já busca parcerias: a Oakley é a primeira companhia a abraçar o Curie e um smartglass já deve aparecer nos próximos meses. Ao mesmo tempo um dev kit e o Viper, um sistema de código aberto para facilitar a coleta de dados dos sensores do chip serão disponibilizados gratuitamente, a fim de incentivar os desenvolvedores a criarem aplicações e dispositivos compatíveis.

relacionados


Comentários