Home » Filmes e séries » The Interview está enfim disponível online, mas…

The Interview está enfim disponível online, mas…

Sony Pictures volta atrás e distribui The Interview online apenas nos EUA, mas para seu azar bug permite o download do filme sem DRM

5 anos atrás

the-interview

A Sony Pictures passou por poucas e boas nas últimas semanas por conta de The Interview, o filme de Seth Rogen que despertou a ira da Melhor Coreia e seus simpatizantes. Depois de terem seus PCs hackeados e um sem número de dados vazados, ameaças a funcionários e tudo o mais (leia aqui para um breve resumo), ter cedido à chantagem e cancelado a estreia do filme pegou muito mal, por abrir precedentes perigosos. Obama criticou duramente a decisão, dizendo que “ditadores não devem nos censurar”.

Percebendo a burrada o estúdio voltou atrás e resolveu lançar The Interview em algumas salas de cinema, bem como disponibilizá-lo para streaming online. Só que neste último caso a Sony Pictures prova que de fato não entende a internet, ou não teria bloqueado geograficamente o filme.

A Sony disponibilizou The Interview em quatro canais: YouTube Movies, Xbox Video, Google Play Filmes e através do site da Kernel, a empresa escolhida às pressas (atenção para este detalhe) para ficar responsável pela distribuição online (isso porque a Sony possui o Crackle, mas divago), e o filme pode ser alugado por US$ 5,99 pelo período de 48 horas ou comprado por US$ 14,99.

Só que ao invés de notar a comoção que todo o rolo causou no mundo e liberá-lo para quem quisesse assistir, o estúdio o distribui atualmente apenas nos Estados Unidos: no site da Kernel e no Xbox Video somente pessoas com IP local e um cartão de crédito emitido no país poderão assistir a película de forma legal. Já no YouTube e Play Filmes...

the-interview-001

Eu até consigo entender os motivos que levaram a Sony a fazer tal coisa, mas em pleno 2014 é inaceitável ainda trabalharem com esse tipo de usura, impedindo um produto de ser comprado (sim, diferente do que aconteceu com BSG: B&C a distribuição não é gratuita) por quem quiser assistir, em qualquer parte do mundo. Desnecessário dizer que os torrents do filme estão indo de vento em popa, embora o pessoal tenha descoberto que o filme é bem ruim.

Para completar o festival de presepadas: ter contratado a Kernel para distribuir o filme em um site dedicado acabou rendendo uma tremenda dor de cabeça (embora alguns digam que tenha sido proposital): ao realizar o aluguel do filme no site era possível baixá-lo na íntegra com um simples clique direito. E por The Interview não possuir nenhum tipo de DRM, o bug facilitou e muito a vida daqueles que queriam distribuí-lo ilegalmente. A Kernel diz que está tentando resolver a situação; já sobre a distribuição localizada tanto a empresa quanto a Sony estão “estudando formas” de atender mais países. O Canadá recebeu o filme horas depois.

Fato: 2014 será um ano que a Sony tentará esquecer de qualquer jeito.

Fonte: TV.

Leia também:

relacionados


Comentários