Snapcash: envie dinheiro a seus amigos pelo Snapchat

snapcash

Houve um tempo em que as pessoas usavam o Snapchat para mandar fotos e vídeos cheios de sacanagem para seus amigos(as), ficantes, namorados(as) e quem mais quisesse ver por dez segundos (até porque o app avisa quem fez screenshot). A partir de agora porém o app passa a enviar algo mais, digamos assim, perene: grana, dinheiro, bufunfa, carvão, faz-me rir…

A ideia por trás do novo serviço chamado Snapcash nem é tão nova assim: o Google apresentou uma solução parecida dotando o Google Wallet de tal característica, mas a execução de ambos é bem diferente: enquanto a ideia de Mountain View é anexar o envio de uma carteira a outra via e-mail, o Snapcash fará tudo via app mesmo, mas calma: o pessoal foi inteligente a ponto de não responderem eles mesmos pela segurança dos dados.

A missão ficou a cargo da Square (a operadora de crédito do ex-Twitter Jack Dorsey), que já possui um produto próprio para facilitar a vida dos usuários do Snapchat e ao mesmo tempo garantir que os dados estão seguros: o usuário deverá criar uma conta (se já não tiver uma) no Square Cash, de modo que ela se encarregará de debitar e creditar o dinheiro nas contas através dos dados do cartão de débito (por enquanto apenas Visa ou MasterCard, e nada de cartões de crédito).

Para o usuário o procedimento é simples: o app vai identificar na mensagem de texto o valor que ele deseja enviar a outra pessoa (como demonstrado no vídeo abaixo, ao colocar um cifrão e números o botão de enviar muda) e realizar a transferência, desde que o cartão de débito já esteja linkado. O procedimento é gratuito, mas ninguém sabe quanto a Square está levando nessa negociação: como ela fornece a ferramenta de cobrança e garante a segurança dos dados, é bem provável que a operadora cobre uma taxa de cada transação realizada, assim como há grandes chances de que ela colete informações dos usuários a fim de aumentar sua própria base de dados.

Por enquanto o Snapcash só está disponível nos Estados Unidos, no Android e para maiores de 18 anos (ele será levado para o iOS em breve), e não se sabe se ele chegará por aqui já que a implantação do serviço depende de acordos com operadoras de cartões, bancos e etc.

PS.: Sim, a propaganda é brega bagarai.

Fonte: SC.

Relacionados: , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Profissional de TI auto-didata, blogueiro que acha que é jornalista e careca por opção. Autor do Meio Bit e Portal Deviante, podcaster/membro fundador/Mestre Ancião do SciCast e host/podcaster do Sala da Justiça.

Compartilhar