Home » Mobile » Adobe testa versão cloud do Photoshop para Chromebooks

Adobe testa versão cloud do Photoshop para Chromebooks

Parceria entre Adobe e Google leva versão online do Photoshop para o Chromebook; acesso ao programa não será liberado para todos por enquanto

5 anos atrás

photoshoppixel

Fato: para muita gente o Chromebook não passa de um quebra-galho. Embora seja um dispositivo barato (aqui, nem tanto) que permita ao usuário fazer tarefas simples sem ter que gastar muito com ultrabooks (um dispositivo Windows gira em torno de US$ 299; um Macbook Air, US$ 999; os preços dos Chromebooks costumam começar em US$ 199), que são máquinas leves e portáteis. Elas porém tem um problema: não são potentes. Fora a limitação do Chrome OS, rodar programas pesados era algo impensável.

Só que isso está mudando, e a Adobe é uma das primeiras a levar um programa de peso para a plataforma: como o Gilson já adiantou no MeioBit Fotografia, em breve o Chromebook ganhará uma versão do Photoshop, fruto de uma parceria entre a empresa e o Google.

Ao contrário do que possa parecer a Adobe não vai comprimir a performance de seu software de edição de imagens. O Chromebook não será o responsável por executar o Photoshop, ele rodará de forma remota em um ambiente virtual, e será exibido para o usuário via streaming. Claro que diferente da versão de desktop haverão limitações: recursos que dependem da GPU para serem executados, como funções 3D e filtros que dependem de aceleração via hardware não estarão disponíveis. Outros que podiam fazer uso da placa de vídeo para serem executados mais rápido continuarão ativos.

Obviamente você não terá suporte a nenhum periférico e todos os seus projetos serão salvos obrigatoriamente no Google Drive, e só poderá abrir arquivos por ele. De resto as exigências mínimas do Photoshop (que também será disponibilizado para o Chrome, mas apenas na versão Windows) não são altas: Windows 7 ou Windows 8, 512 MB de RAM, 350 MB de espaço em disco, conexão de 5 Mb/s e latência máxima de 250 ms.

Para ter acesso ao beta do Photoshop online, além de morar na América do Norte é preciso ser um professor ou estudante verificado e possuir uma assinatura ativa da Creative Cloud. Esperamos que o programa venha a reduzir as restrições com o tempo, mesmo significando um preço salgado pelo acesso ao programa. Afinal, muita gente gostaria de utilizar o Photoshop e não tem uma máquina potente o bastante para isso. E agora com a opção de streaming é possível.

Fonte: GCB.

relacionados


Comentários