Home » Ciência » Astronomia » SUCESSO: sonda indiana em órbita de Marte

SUCESSO: sonda indiana em órbita de Marte

E não é que tudo deu certo? A Índia fez bonito, correu atrás e, como se diz por aí AOMILHOU as grandes potências, ao se tornar a 1ª nação a chegar a Marte na primeira tentativa. Palmas pra eles, merecem!

5 anos atrás

47858

Igualzinho aqui.

Ontem a Sonda Indiana MOM, também chamada de Mangalyaan (Nave Marciana, em sânscrito) executou uma manobra onde rotacionou 180 graus, apontando seu motor principal para o vetor de velocidade de sua órbita, ou em português, virou de ré. Se aproximando cada vez mais de Marte, e acelerando por causa do puxão gravitacional, a sonda passaria a pouco mais de 400 km de altitude e seria catapultada para longe, se nada fosse feito.

Isso tudo estava nos planos do Controle da Missão. Pouco antes de entrar na zona de eclipse, atrás do planeta a sonda acionou seu motor principal gerando um empuxo de 440 newtons, ou 44,8 kgf. A mesma força da Sandy sentada em cima de você. Esse empuxo reduzia a velocidade da MOM, que depois de 1.388,67 segundos, estava 1.099 metros por segundo mais lenta.

ByUXyDuCIAE_iLw

Lenta demais para escapar da gravidade marciana. Depois de 24 minutos a sonda saiu da zona de ocultação, com visão desimpedida para a Terra e começou a manobrar, apontando sua antena de alta potência para nosso planeta. 12,5 minutos depois, no Centro de Controle a boa notícia chegou. A Mangalyaan estava em órbita, uma elipse alongada com periareon de 421,7 km e apoareon de 76.993,6 km.

A Índia não só conseguiu lançar com sucesso uma sonda interplanetária como foi o primeiro país do mundo a colocar essa sonda em órbita de outro planeta, na primeira tentativa.

Agora os próximos passos são testar os subsistemas, calibrar as redes de comunicação e começar a fazer ciência. A carga útil da MOM é de 15 kg de instrumentos, 6 no total, incluindo um sensor de metano que pode indicar a presença de vida no planeta. Para nós a sonda produzirá muitas belas imagens, com a MCM — Mars Color Camera, com resolução de 2048 × 2048.

O primeiro-ministro da Índia foi até o controle da missão, cumprimentou pessoalmente os cientistas e fez um discurso orgulhoso como há muito não vejo um político fazer. De minha parte bati palmas. É bom ver que mesmo um país que passa por dificuldades se recusa a abraçar o medíocre. A Índia sonha alto e corre atrás. Por isso talvez tenham 7 Prêmios Nobel no bolso, e mesmo com PIB 8x menor que o Brasil, nos passam em índices de educação.

Parabéns, a todos os envolvidos na Índia, parabéns por terem mandado uma sonda para outro mundo por US$ 74 milhões, enquanto o Brasil gasta US$ 170 milhões em um satélite matador de pinguins.

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários