Home » Hardware » Apple convida imprensa de moda em massa para seu keynote

Apple convida imprensa de moda em massa para seu keynote

Tudo indica que teremos mesmo um iWatch: jornalistas e blogueiros do mundo fashion são convidados numa escala sem prcedentes para keynote da Apple de amanhã

5 anos atrás

apple-retail-store-ny

Embora a Apple não tenha soltado um único pio a respeito de sua possível investida no mercado de dispositivos vestíveis (somado ao fato de que absolutamente nada vazou), tudo leva a crer que Cupertino de fato revelará algo do gênero no keynote de amanhã: a empresa não só mudou o lugar do evento como convidou diversos editores e blogueiros que cobrem o mundo da moda, numa escala nunca antes vista em nenhum evento da maçã.

Profissionais de alto escalão de publicações de respeito, como a editora-chefe da revista Marie Claire Lea Goldman foram convidados pela primeira vez para um keynote, o que sob segundo seu ponto de vista indica que a empresa de fato vai entrar com os dois pés no mundo da moda. "Eu acredito que essa atitude é porque eles de fato apresentarão um wereable", diz ela. "Isso indica que a Apple está levando a sério sua entrada no mundo fashion, que geralmente é deixado à margem (pelas empresas de tecnologia)".

Goldman é uma dos muitos editores de publicações de moda, bem como outros inúmeros blogueiros e jornalistas que cobrem o cenário fashion que foram convidados pela primeira vez para o evento, que também mudou o local do evento: geralmente realizado no Yerba Buena Center em San Francisco, desta vez ele foi movido para o Flint Center por Performing Arts (desculpe pelo site de 1995), principalmente pela questão do espaço físico: o primeiro tem 757 lugares enquanto o segundo comporta 2.405 pessoas.

Por que a Apple só acordou agora?

Eu tenho uma teoria: quando os primeiros rumores de que Cupertino apresentaria um iWatch, a concorrência em peso correu atrás para lançar seus próprios produtos antes de Cupertino, tentando ganhar atenção pelo fator novidade e exclusividade. O grande problema é que salvo raras exceções, a experiência dos reloginhos espertos é sofrível. O Moto 360, que será lançado em outubro inclusive no Brasil é até o momento o produto mais bem resolvido, elegante e agradável de se utilizar.

A Apple pode tanto ter visto no relógio da Motorola um potencial concorrente que a teria finalmente motivado a apresentar seu protótipo (isso explicaria a ausência de vazamentos: ele muito provavelmente não foi enviado para produção em massa ainda e é mantido em sigilo absoluto, sendo desenvolvido cuidadosamente em Cupertino), ao mesmo tempo que com o jeito Apple de ser mostraria a todos os concorrentes como um relógio inteligente deve ser. Ela já fez isso antes com dispositivos que revisitaram soluções de terceiros (o iPod é o melhor exemplo).

Em todo caso resta pouco tempo para especulações. As novidades (além do suposto wereable teremos o(s) novo(s) iPhone(s)) serão apresentadas amanhã às 14 horas. A Apple transmitirá o keynote para todos através de iGadgets a partir do iOS 6, Apple TVs de 2ª geração em diante e via Safari apenas no Mac OS X (versão Windows está morta e enterrada).

Fonte: R.

relacionados


Comentários