Home » Ciência » Panda pode ter fingido gravidez para receber tratamento diferenciado na China

Panda pode ter fingido gravidez para receber tratamento diferenciado na China

Cientistas alegam que, em um comportamento cada vez mais frequente, pandas podem estar fingindo uma gravidez para poderem usufruir de cuidados especiais.

5 anos atrás

potd-panda_2911972b

Um centro especializado em reprodução de pandas, na China, estava se preparando para exibir um parto por streaming e para uma TV local. Mas o show precisou ser cancelado.

Ai Hin, a linda panda da foto acima, tem 6 anos de idade e, por causa de todos os sintomas apresentados, já estava recebendo cuidados especiais para pandas grávidas no centro da província de Sichuan, quando os tratadores perceberam que ela não estava grávida.

Seus cuidadores estão tentando entender a razão por trás da gravidez falsa. Um motivo plausível pode ser ela querer continuar recebendo comida melhor e em maiores porções, dormindo no ar condicionado e recebendo mimos em tempo integral.

Pra gente entender melhor, precisamos lembrar que a reprodução de pandas em cativeiro é um processo extremamente difícil e delicado.

a80cf2fc-1e7a-40c2-95b0-378af950cce2-460x276

Trata-se de um animal em extinção que, mesmo em ambiente controlado, tem baixas taxas de procriação. Só 24% das pandas que engravidam conseguem dar à luz de forma saudável. Atualmente existem apenas 1.600 pandas no sul da China, e 300 em cativeiro.

Claro, este cenário de extinção tem o belo e sempre presente fator humano, mas são humanos que estão tentando fazer com que esses bichinhos possam se multiplicar e voltar a viver em zoológicos suas áreas nativas.

Bom, para tentar aumentar estas taxas de natalidade nos centros de reprodução, as pandas com sinais de gravidez costumeiramente são levadas para estas salas e ficam em observação por algum tempo, já que não há como fazer testes laboratoriais como em humanos.

Pelo que eu entendi das fontes, tem como fazer ultra-som. E é como os especialistas descobrem se há ou não gestação. Mas os primeiros exames são feitos muito antes de ser possível identificar a gravidez, logo que as candidatas a futuras mamães são levadas para as salas confortáveis. Na maioria das vezes, é alarme falso e elas são devolvidas à área comum. Só depois de alguns meses analisando que dá pra ter certeza se ela tá grávida ou não.

Qualquer método intrusivo ou estressante é descartado pelo risco de dar fim à possível gravidez.

Na área isolada elas recebem mais comida, atenção, frutas e bambu, então possivelmente alguns indivíduos podem estar se aproveitando disso pra conseguir uma vida mais confortável” — disse Wu Kongju, um dos especialistas do laboratório.

Ai Hin pode ter desenvolvido uma gravidez psicológica, reduzindo sua mobilidade, seu apetite, com uma elevação de hormônios e tendo comportamento de pandas que estão em gestação.

PandaBrazil

Há a possibilidade de uma alteração psicológica natural, mas por adaptabilidade, os cientistas entendem que, de fato, a panda (e outros pandas, isso tá cada vez mais comum entre estes animais) estava fingindo a gravidez para conseguir maior conforto e melhor alimentação.

E já que falta à essa espécie o poder do diálogo aberto, os especialistas acreditam que o próximo passo é fingir orgasmos.

Fontes: Washington Post, Telegraph e The Guardian.

relacionados


Comentários