Home » Destaques » EA cria serviço de assinatura para games no Xbox One

EA cria serviço de assinatura para games no Xbox One

De forma inovadora, EA passa a oferecer para o Xbox One um programa de assinatura parecido com o Netflix, onde teremos acessos a diversos jogos mediante o pagamento de uma mensalidade.

5 anos atrás

battlefield

Em uma iniciativa que pegou vários jogadores de surpresa e que muitos já estão especulando que poderá se tornar uma tendência na indústria, a Electronic Arts anunciou um interessante programa para o Xbox One que tem uma boa chance de fazer um enorme sucesso.

Funcionando de maneira parecida com o Netflix, a novidade consiste em os interessados pagarem uma mensalidade ou anuidade para ter direito a algumas regalias, como desconto de 10% na aquisição de conteúdo adicional e novos jogos da empresa, acesso antecipado a lançamentos e betas, mas além disso e principalmente, a versões completas de alguns dos principais títulos da editora.

Pois é, quem pagar apenas US$ 5 por mês ou US$ 30 por ano poderá baixar sem custo adicional os quatro jogos que serão disponibilizado nesta leva inicial, sendo eles o Battlefield 4, FIFA 14, Madden NFL 25 e Peggle 2, um ótimo negócio se considerarmos que os dois primeiros estão sendo vendido por US$ 60 na loja virtual do console.

Ainda em estágio beta, os interessados em ingressar no EA Access não precisam ter uma conta Gold da Live e pelo menos nos Estados Unidos será possível adquirir cartões em lojas físicas para aderirmos ao programa.

O que muitos estão se perguntando agora é sobre até quando essa estratégia permanecerá exclusiva do Xbox One e mais, quanto tempo demorará até que outras editoras adotem a ideia, também passando a oferecer pacotes de assinaturas para seus clientes.

Posso dizer que adorei a iniciativa, principalmente por ela estar com um preço irrisório e por oferecer ótimos jogos, porém, não descobri com que frequência novos títulos serão oferecidos e se essa leva inicial continuará disponível para os assinantes quando outros aparecerem. Além disso, pode ser que a baixa oferta de games acabe fazendo com que o serviço não se torne tão popular, mas ainda assim acho que a EA deu um tiro certeiro dessa vez.

Fonte: TechCrunch.

relacionados


Comentários