Home » Fotografia » Usando exemplos da vida real para mostrar as diferenças entre RAW e JPEG

Usando exemplos da vida real para mostrar as diferenças entre RAW e JPEG

Professor de fotografia mostra em vídeo toda a fragilidade do JPEG diante do formato RAW, mesmo para quem é apenas entusiasta em fotografia. Confira!

5 anos e meio atrás

raw_jpeg01

Eu sei, você gosta de fotografia e acha que imagens no formato JPEG já servem para você. “Não sou nenhum fotógrafo profissional”, você diz para si mesmo, certo?

Não é novidade para ninguém que arquivos RAW possuem muito mais informações que fotografias JPEG.

Para muitos, isso fica apenas em um nível teórico e pouca gente sabe de verdade quanto se perde ou se ganha ao optar por um ou outro padrão.

Então, se você ainda tem dúvidas sobre as diferenças dos formatos RAW e JPEG, vamos dar uma olhada neste vídeo publicado pelo professor de fotografia Tony Northrup.

Ele vai muito além da suposição e apresenta de uma maneira inegável que as vantagens do RAW são irrecusáveis, mesmo para quem é apenas um entusiasta, principalmente no processo de pós-produção.

Veja:

Note como, com o uso do Lightroom, ele mostra detalhes superficiais dos arquivos, mas também mergulha em um grande número de diferenças consideráveis no nível de detalhes quando se precisa corrigir a iluminação da cena, ou o balanço de branco, ou sombras e cores.

São vários exemplos que mostram o que é deixado de fora. A fragilidade do JPEG fica mais que evidente!

raw-jpg

E então? já passou da hora de ativar o RAW na sua câmera, certo?

Tem histórias de edição para compartilhar? Poste aqui nos comentários. 🙂

Fonte: PetaPixel.

relacionados


Comentários