Home » Mercado » Microsoft manda 12.500 da Nokia para a rua e mata linha X

Microsoft manda 12.500 da Nokia para a rua e mata linha X

Revolução em Redmond: Microsoft corta 18 mil postos de trabalho, sendo 12.500 da antiga fabricante finlandesa; linha Nokia X também é exterminada.

5 anos atrás

nokia-x2-002

OK, a gente tinha uma leve desconfiança que a linha Nokia X não iria durar muito, principalmente pelo fato de que o produto era originalmente um plano B da empresa finlandesa, caso o acordo com a Microsoft não durasse muito tempo e ela deixasse de fabricar Windows Phones. Entretanto, quando ela foi adquirida Redmond passou a ter um problema: um produto que contrariando a lógica ela resolveu lançar mesmo assim, e que para completar se tornou um sucesso em mercados emergentes.

Para completar, toda grande aquisição não vem sem uma gigantesca reestruturação, e ela foi anunciada ontem. Só que a realidade se mostrou bem pior do que a expectativa.

O CEO Satya Nadella já havia adiantado que preparava uma "limpeza" na Microsoft, e as fontes indicavam que a rodada de demissões seria a maior de sua história. Só que ninguém esperava tanto: em carta aberta aos funcionários, Nadella informa que 18 mil funcionários serão desligados da companhia e desses, 12.500 postos de trabalho da antiga Nokia. Considerando que a companhia conta atualmente com 127.504 colaboradores, um corte de mais de 14% de seu pessoal é um número e tanto. Obviamente que a ex-Nokia, hoje Microsoft Mobile é a mais prejudicada, perdendo quase metade de seus 30.000 funcionários originais, incluindo trabalhadores de chão de fábrica. Nadella lembra que o motivo do corte violento é agilizar a companhia, tornando as tomadas de decisão mais eficientes e eficazes e aumentar a produtividade, além de obviamente cortar custos.

Claro, não para por aí. Também em carta aberta, o VP executivo de dispositivos e serviços Stephen Elop não só reforçou as informações divulgadas por Nadella como confirmou algo já esperado: a linha Nokia X caiu do telhado. Em prol de concentrar os esforços onde é possível agregar mais valor, a linha Nokia X deixará de rodar Android e "dispositivos selecionados serão direcionados para o Windows Phone". Com isso a linha de dispositivos de entrada será totalmente absorvida pelo próprio sistema da Microsoft no futuro, entretanto a linha Nokia X e X2 continuará recebendo suporte oficial de Redmond.

Entretanto há alguns pontos estranhos nessa história. A linha X originalmente deveria ter sido lançada por aqui, já que o Brasil estava dentro dos planos como mercado emergente em que seus Androids customizados poderiam ter um certo alcance, ao se fazer valer da marca finlandesa. Como observado pelo Tecnoblog, a coletiva de imprensa da linha X, marcada para o dia 10 de junho foi cancelada e a Microsoft Brasil não mais tocou no assunto, enquanto lá fora o X2 já está sendo comercializado. Portanto, não será surpresa nenhuma se a linha sequer seja lançada aqui.

No fim das contas faz sentido. A Microsoft já conta com aparelhos bons e baratos como o Lumia 630, além da linha Asha. Os Androids da Nokia pareciam um produto deslocado nesse ecossistema, e declarações anteriores de que a marca seria mantida pareciam deslocadas e injustificadas. E as mudanças não param por aí: como a linha X foi morta antes do esperado, o sumiço da marca Nokia pode se dar antes do que todo mundo espera.

relacionados


Comentários