Home » Hardware » Engenheiro da Boeing que nunca viajou de avião desenvolve novo bagageiro

Engenheiro da Boeing que nunca viajou de avião desenvolve novo bagageiro

Boas novas, pessoal. Sabem os malas que levam malas enormes como bagagem de mão? Agora terão mais espaço, podendo levar malas maiores ainda. A Boeing está testando um bagageiro redesenhado que aumenta em 50% a quantidade de malas em um 737. Claro, em teoria.

6 anos atrás

boeing-space-bins

Que conste nos autos que eu adoro viajar de avião. Minha única irritação são os anormais que não conseguem achar o lugar e vagam a esmo dentro da aeronave, e os idiotas apressados que 10 min antes do pouso já estão fazendo fila em pé no corredor. Raramente enfrento problemas com bagagens, pois ou despacho ou levo apenas uma mochila que cabe em qualquer canto. Outros viajam levando até o fogão.

Em teoria você tem direito a uma bagagem de mão. Na prática o pessoal viaja com mochila, bolsa, um sobretudo enorme e mala de mão só no nome. Aí brigam tentando achar espaço pra guardar isso tudo no bagageiro, pois não podem desperdiçar 5 intermináveis minutos pegando a mala no carrossel.

Para tentar otimizar isso a Boeing projetou um novo bagageiro, com mais espaço e que estará disponível nos novos 737, e como upgrade pros existentes. No total o modelo novo comportará 194 malas por vôo, ao contrário das 132 atuais. Basicamente o modelo reprojetado permite que você acomode 6 malas por bagageiro, contra 4 do atual. Problema: são 6 malas segundo as medidas hipotéticas ideais e mágicas de uma bagagem de mão.

Na prática, onde o pessoal viaja até com o filho da vizinha num saco de estopa, o ganho será muito menor. Por incrível que pareça, por culpa dos passageiros.

Normalmente são as empresas que trabalham ativamente contra nosso conforto, vide o tal menu da Gol que além de cobrar preços exorbitantes nunca há nada em estoque, ou os valores surreais do acesso à internet. Se serve de consolo, não é só aqui. A Ryanair cogitou cobrar pelo uso do banheiro em seus aviões. A mesma empresa disse estar estudando assentos verticais onde o passageiro viajaria de pé.

Mais a sério (infelizmente) temos a Airbus, que patenteou um incrível assento de bicicleta para uso em vôos comerciais.

airbus

Eu adoro poder pagar R$ 26,00 em uma promoção GIG-GRU, infelizmente para manter isso as empresas estão cortando custos de todos os lados, espremendo mais assentos e conseguindo até aquelas mini-latas de Coca-Cola que a TAM enfia no lanche. E se você acha que estou exagerando, gostaria de esnobar lembrando que já peguei vôos da Ponte Aérea com direito a uisquinho de Happy Hour. E nem era nacional.

Fonte: Boeing.

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários