Home » Hardware » Samsung Z vai atrasar ainda mais; faltam apps para o Tizen?

Samsung Z vai atrasar ainda mais; faltam apps para o Tizen?

http://www.theverge.com/2014/7/11/5890017/samsungs-tizen-phone-delayed-yet-again

5 anos e meio atrás

samsung-z-001

A Samsung está vendo o Tizen como uma boa alternativa para diversificar seu portfólio e entregar diversos produtos com um software mais fluído e intuitivo. De TVs a smartwatches, a ideia é se apoiar no fork do Meego e se distanciar o máximo possível do Android. Tanto é que o carro-chefe (na teoria, pelo menos) é o Samsung Z, o primeiro smartphone a rodar o SO.

Entretanto há um problema: o aparelho deveria chegar às lojas da Rússia ontem, mas o lançamento foi adiado indefinidamente nos últimos momentos. Só que essa não é a primeira vez: a data original era no mês passado, que foi postergada para o mês seguinte. A desculpa oficial é que a Samsung está tentando adequar o Tizen a mercados mais lucrativos: o lançamento do aparelho no Japão teria sido por esse motivo (se bem que lá o mercado não é favorável a dispositivos estrangeiros, com exceção do iPhone). A Rússia é um dos principais mercados da Samsung quando o assunto é aparelhos menos convencionais - assim como China, Índia e Brasil; em resumo, o BRICS. Só que o adiamento levanta questionamentos.

Tudo indica que o principal motivo pelo atraso do lançamento do Samsung Z é a falta de apps. Apesar dos esforços em promover o sistema operacional, é fato que desenvolvedores terão que aprender a lidar com uma quarta plataforma, sendo que a adesão ao Windows Phone já não é tão grande. Dá a impressão que o Tizen tem sido recebido com o mesmo desdém que o Firefox OS pelos desenvolvedores. Ao preferirem se concentrar no iOS e Android (principalmente no primeiro, que é onde a grana está) e darem atenção limitada ao Windows Phone, não haveria espaço para lidar com um quarto SO, apesar dos esforços da Samsung em promover o sistema: de concursos para devs a parcerias com inúmeras empresas.

Tendo em vista os smartwatches, tudo bem ele contar apenas com os apps padrão. Já TV e smartphones é um caso complicado. A LG soube aproveitar o webOS de forma inteligente e como ele já era um sistema estabelecido, conseguir devs foi até fácil. Eu sinceramente não sei o que a Samsung terá que fazer para reverter essa situação; será preciso convencer os desenvolvedores que investir no Tizen é uma aposta válida, e quantos se sentirão compelidos a desenvolver para quatro SOs mobile simultaneamente?

Fonte: TV.

relacionados


Comentários