Home » Internet » Instagram suspende conta de mãe que postava fotos dos filhos

Instagram suspende conta de mãe que postava fotos dos filhos

Conta do Instagram de mãe que compartilha fotos dos filhos é suspensa e devolvida após três dias, após serviço considerar fotos de crianças "inapropriadas"

6 anos atrás

instagram

A paranoia do Facebook com "fotos indevidas" continua e se alastra para suas empresas co-irmãs, como dizia Vicente Matheus. A campanha da filha de Bruce Willis em liberar os peitos na internet depois que sua foto foi exterminada do Instagram obviamente não dará em nada, visto que os estagiários do Zuck foram adestrados a remover qualquer imagem erótica de seus serviços ou pior, que remotamente pareça erótica. Que o diga a dona do cotovelo sexy. Seios são um problema, visto que só agora estão revendo a política de remover fotos de mães amamentando. Já sobreviventes de mastectomia total não podem exibir suas cicatrizes, a ideia de nudez é forte demais.

Tão forte que os paspalhos do Facebook entendem que uma foto de uma criança postada pela mãe é harām.

Courtey Adamo é uma blogueira mãe de quatro crianças. Ela mantém o blog Babyccino Kids e posta fotos de seu cotidiano familiar, geralmente estreladas pelos seus pimpolhos no Instagram. Isso não é novidade nenhuma, toda mãe com um smartphone e o mínimo de conhecimento de redes sociais adora subir fotos de seus filhos para a internet, é um modo prático de documentar o crescimento de seus filhos e compartilhar esses momentos com os outros.

Só que para o Instagram, algumas das fotos de seus filhos eram "inapropriadas" e começou a removê-las. Ela chegou a dizer em uma postagem que o Instagram lhe mandou e-mails sobre a remoção das imagens dizendo que elas foram marcadas como inapropriadas, muito provavelmente pelos próprios visitantes. Ela acreditou que as mensagens lhe foram enviadas por engano, já que ela só tirava fotos das crianças fazendo… coisas de crianças.

Foi então que esta foto foi postada:

baby-belly

Nada demais, é só sua filha Marlow levantando o vestido, coisa que qualquer um sabe que crianças fazem. Ela foi deletada e novamente uma mensagem lhe foi enviada, dizendo que ela “violou as diretrizes da comunidade do Instagram”. Ela discordou da decisão pois para ela, “a menos que a barriga de um bebê seja considerada nudez”. Para o Zuck é. Ainda assim, ciente que não fez nada errado ela repostou a foto. E sua conta foi suspensa.

A conta de Courtney ficou desativada por três dias, tendo voltado ao ar apenas do domingo muito provavelmente após pressão externa. Há de se levar em conta também que o Instagram desta vez está pondo a culpa nos usuários, já que eles também podem marcar as fotos como inapropriadas, algo que também é possível no Facebook. Entretanto a palavra final é do serviço, e nós sabemos que o Zuck não vê problema nenhum em manter vídeos e fotos de pessoas decapitadas, mas não suporta ver um mamilo. Esse é um caminho sem volta. Violência está em todo lugar, mas o consenso da sociedade diz que sexo é errado, não pode mostrar seios na TV e etc. Céus, outro dia eu vi uma tarja preta na bunda de mulher, que estava de calcinha. Qualquer tipo de nudez é impróprio, mesmo a infantil, que só um doente vai sexualizar. Assim como fotos de mães amamentando. Ainda assim a fotos são removidas e voltam depois, e parece ser o mesmo caso com o Instagram.

Ao menos Courtney pode contar com seu blog, no caso do Instagram continuar pegando no seu pé: ela ainda está recebendo notificações alegando que os usuários continuam marcando suas fotos como inapropriadas. Sinceramente eu não sei o que as pessoas vêem nas imagens, a menos que sejam imbecis o suficiente para achar que a mãe está explorando a imagem dos filhos para promover seu blog. Até o Nerd Pai já foi acusado disso anteriormente e sinceramente, não faz sentido. Pais gostam de mostrar fotos de seus filhos, e a internet deveria ajudar com isso ao invés de dizer que aquela foto de seu pimpolho se divertindo é imprópria para os floquinhos como Mark Zuckerberg que não podem ver ninguém pelado, nem mesmo um bebê.

Fonte: DT.

relacionados


Comentários