Home » Meio Bit » Computação móvel » Satya Nadella: "não venderemos o Xbox e nem o Bing"

Satya Nadella: "não venderemos o Xbox e nem o Bing"

CEO da Microsoft tranquiliza os gamers, dizendo que não há planos de vender a divisão Xbox ou o Bing, ao contrário do que rumores anteriores indicavam

5 anos atrás

satya-nadella

Mais uma pílula sobre a entrevista que Satya Nadella concedeu à Walt Mossberg e Kara Swisher durante a Code Conference. Além de demonstrar o tradutor universal do Skype que será disponibilizado em fase beta até o fim do ano, o CEO da Microsoft tratou de tranquilizar os donos de consoles Xbox, que estavam preocupados com a ameaça de que Redmond poderia se livrar da divisão de games, possibilidade levantada para conter o sangramento da companhia e tranquilizar os acionistas.

A possibilidade surgiu quando a Microsoft ainda estava buscando o sucessor de Steve Ballmer. O atual VP executivo de dispositivos e serviços Stephen Elop teria dito que caso fosse indicado para o cargo, ele tomaria soluções controversas para tornar a empresa novamente lucrativa, como vender a divisão Xbox e se livrar do Bing. O problema é que mesmo com Nadella assumindo o cargo, o conselho tem a mesma visão de Elop sobre isso, e estaria pressionando o CEO a tomar essas decisões para atingir lucro rápido, além de mudar todo o foco da empresa e voltá-la para softwares corporativos, afastando-a do mercado moribundo de PCs. O medo geral se instalou quando Bill Gates, mesmo preferindo que a Microsoft integre todas as suas plataformas num só ecossistema (esse sempre foi seu sonho) declarou que apoiaria Nadella, caso ele tomasse era decisão controversa.

Por sorte Nadella não pensa que isso seria benéfico para a Microsoft. Ao ser perguntado sobre a divisão Xbox, o CEO respondeu que "ele (Nadella) não tem a monor intenção de fazer algo diferente do que estamos fazendo com o Xbox hoje". O mesmo vale para o Bing, já que ao contrário da percepção da maioria das pessoas, em que ele seria apenas um concorrente mais limitado do Google, o motor de busca está profundamente integrado a diversos produtos da Microsoft, dos mais simples aos mais complexos. A Cortana é o melhor exemplo. Além disso o Bing responde por 30% do mercado de buscas, e se você acha isso pouco, Nadella lembrou que essa é praticamente a mesma proporção entre o Android e o iPhone no matket share de smartphones.

Nadella acredita que o Xbox One é, assim como o Surface parte importantíssima do núcleo de hardware da companhia, e para ele maximizar a experiência de uso entre todas as plataformas Windows é o principal objetivo da Microsoft. Portanto respirem aliviados, o Xbox não vai para lugar nenhum.

Fonte: TV.

relacionados


Comentários