Home » Games » Com novo Super Monkey Ball, Sega fica no limite entre inspiração e cópia

Com novo Super Monkey Ball, Sega fica no limite entre inspiração e cópia

Sega revela novo jogo da franquia Super Monkey Ball e ao adotar um estilo muito parecido com o do Peggle, recebe críticas por ficar no limite entre a inspiração e a cópia descarada.

5 anos atrás

Super-Monkey-Ball-Bounce

Esta semana a Sega aproveitou a força da marca Super Monkey Ball para anunciar um novo jogo gratuito para dispositivos móveis, mas ao invés de manter o estilo tradicional da franquia, onde macacos rolam por estágio tridimensionais dentro de uma bola, os japoneses resolveram inovar e o título terá uma jogabilidade muito parecida com outro game. Na verdade, talvez parecida até demais.

Conhecido como Super Monkey Ball Bounce, o trailer do jogo mostra que nele teremos que usar os macacos para limpar uma espécie de tabuleiro enquanto são rebatidos para todos os lados e quem jogou algum capítulo da franquia Peggle logo perceberá a semelhança.

Fazendo parte da estratégia da Sega de tornar suas marcas mais conhecidas e consequentemente aumentar o lucro explorando jogos de baixo custo de desenvolvimento para tablets e smartphones, a empresa resolveu apostar num estilo que bebe da fonte das máquinas de pachinko, uma espécie de caça-níqueis muito popular no Japão, sendo uma mudança drástica em relação aos primeiros Super Monkey Balls.

O interessante neste caso é a discussão sobre até onde podemos considerar como aceitável uma empresa inspirar-se no trabalho de outra e a partir de que ponto fica claro que o novo jogo não passa de uma cópia de algo que já existia – e que invariavelmente fez muito sucesso.

Também vale notarmos uma desenvolvedora do tamanho da Sega fazendo isso, empresa que outrora era elogiada por servir como modelo e por inspirar outras companhias e se antes reclamávamos de estúdios como a Zynga e a Rovio, que cresceram copiando as ideias dos outros, hoje temos que ver a lendária casa do Sonic valendo-se da mesma estratégia.

Tudo bem, dinheiro é sempre dinheiro e quanto mais melhor, mas será mesmo que a Sega precisava chegar a tal ponto para ver os cofres enchendo? Quem te viu e quem te vê.

http://youtu.be/iv-VJ2tI6Jg

Fonte: TouchArcade.

relacionados


Comentários