Home » Games » E a CD Projekt segue ensinando a como tratar o consumidor

E a CD Projekt segue ensinando a como tratar o consumidor

Fundador da CD Projekt diz que The Witcher 3 não receberá conteúdo exclusivo para esta ou aquela plataforma e sem cobrar nada por isso dá uma lição de como tratar seu consumidor.

6 anos atrás

the-witcher-3

Numa época em que as editoras estão claramente muito mais interessadas em ganhar dinheiro (e como culpá-las por isso?), a CD Projekt é provavelmente uma das poucas que tem se esforçado para agradar seus consumidores.

Não é de hoje que a empresa polonesa tem sido elogiada por bater na tecla de que suas criações nunca serão vendidas com DRM e com a produção do seu próximo lançamento seguindo a todo vapor, um dos fundadores do estúdio, Marcin Iwinski, explicou porque o The Witcher 3 não terá conteúdo exclusivo para esta ou aquela plataforma.

Nós tratamos todos os jogadores com igualdade. Não entregaremos conteúdo exclusivo em nenhuma das plataformas, assim como não adiaremos artificialmente o lançamento do jogo em qualquer das plataformas porque alguém nos pagou para isso. Isso definitivamente vai contra nossos valores. Nós não faremos isso.

O que faremos em termos de cooperação de marketing, vocês verão durante a E3.

Como a minha criatividade não me permite especular sobre que tipo de ação eles poderão fazer com as fabricantes de consoles e que não seja a oferta de conteúdo exclusivo, seguirei a dica de Iwinski e aguardarei a feira que está prestes a começar, mas é inegável o quanto me agrada essa postura.

Não sei quanto a você, mas mesmo entendendo a estratégia, tanto por parte da Sony e Microsoft, quanto por parte das desenvolvedoras, sempre considerei profundamente irritante ver que aquele jogo possuía um extra que só estava disponível na plataforma diferente da versão que comprei (alô Ubisoft!) e por isso fico feliz ao saber a posição da CD Projekt em relação a esta maneira de aumentar os lucros.

Felizmente existem editoras que parecem ainda entender o que queremos. Só é uma pena que as gigantes não consigam aprender nada com elas.

Fonte: Eurogamer.

relacionados


Comentários