Home » Games » Philips quer banir Wii U dos EUA por infração de patentes

Philips quer banir Wii U dos EUA por infração de patentes

Trolls everywhere: Philips abre processo contra a Nintendo exigindo que o Wii U seja banido dos Estados Unidos, alegando uso indevido de suas patentes

6 anos atrás

zelda-cdi Como se a Nintendo já não tivesse problemas suficientes com os quais lidar envolvendo o Wii U, a Philips Electronics vem para complicar ainda mais a vida de Satoru Iwata e companhia. A empresa de eletrônicos japonesa holandesa (nota: autor burro!) entrou com um processo contra a Nintendo of America, alegando que o console de mesa utiliza patentes que ela detém sem autorização. Pior: ela quer que os produtos envolvidos sumam do país.

Eu já disse hoje o quanto eu amo (só que não) o sistema de patentes norte-americano? De acordo com o processo, a Philips detém duas patentes: uma relativa a "um dispositivo de controle virtual usando o corpo" e outro que fala sobre "interfaces humano-computador de sistema de jogos e dispositivo apontador", que muito remetem ao Wiimote e aos consoles Wii e Wii U. Como o console da geração passada está em vias de deixar de ser comercializado, obviamente que a briga se concentra atualmente no Wii U. Segundo a Philips, a Nintendo foi notificada no conflito referente à primeira patente em 2011, e só agora a segunda foi inclusa na peleja.

No caso a Philips não quer apenas que a Nintendo of America pague pelo uso indevido de suas patentes: ela exige que a empresa pare de vender os produtos que infringem seus registros em território norte-americano, o que poderia significar que caso a Big N saia derrotada, seu atual console de mesa seria retirado do mercado dos Estados Unidos, o que seria ainda mais catastrófico para a companhia. É bom lembrar que recentemente a Nintendo já tomou um belo golpe na terra do Obama, quando outra patent troll, no caso a Tomita Technologies ganhou uma ação envolvendo o 3DS, obrigando a companhia a pagar royalties por cada portátil 3D vendido no país pelo resto da vida.

Embora seja muito difícil que a Nintendo seja obrigada a retirar o Wii U do mercado, no caso das evidências penderem mais para a Philips é provável que ela seja obrigada a fechar um acordo extra-judicial, pagando alguns milhões em troca de ser deixada em paz. De qualquer forma, se a Nintendo lembrar o júri do enorme fiasco que o CDi representou para a companhia, fica difícil saber quem mais sairá perdendo nessa briga.

Fonte: DT.

relacionados


Comentários