Home » Hardware » Eis o HTC One mini 2, um concorrente de peso para o Moto G 4G

Eis o HTC One mini 2, um concorrente de peso para o Moto G 4G

HTC apresenta o One Mini 2, nova versão resumida de seu top de linha com hardware de respeito; modelo entretanto não conta com câmera UltraPixel

5 anos e meio atrás

htc-one-mini-2-001

E o Moto G 4G mal deu as caras e já enfrenta um concorrente de peso na categoria mid-high. Depois de vários vazamentos que apontavam que a versão reduzida do HTC One M8 não demoraria a aparecer, a empresa taiwanesa finalmente o tornou oficial, e logo de cara ele se mostra um smartphone bem interessante.

O One Mini 2 é um aparelho bem interessante. Equipado com um SoC Snapdrgon 400, quad-core com clock de 1,2 GHz, GPU Adreno 305 e 1 GB de RAM, ele fica pau a pau com o Moto G 4G. O display também é igual, IPS de 4,7 polegadas com resolução de 1280 x 720 pixels (326 ppi). As diferenças são mais sutis: o smartphone conta com 16 GB de espaço interno contra 8 GB de seu concorrente, e a câmera possui maior resolução. Entretanto, contrariando o que havia adotado no One Mini original, a HTC renegou a tecnologia UltraPixel em seu dispositivo intermediário: enquanto o One M8 conta com um conjunto de duas câmeras de 4 megapixels, o One Mini 2 possui uma simples de 13 MP, com Flash LED e abertura f/2,2. Ela é capaz de filmar em Full HD como suas irmãs, mas como o primeiro Mini contava com UltraPixel, fico me perguntando se a decisão de cortá-lo aqui tenha sido para reduzir custos. A câmera frontal por sua vez possui 5 MP.

Para completar, o One Mini 2 possui entrada para cartão Micro-SD de até 128 GB, bateria de 2.100 mAh, obviamente conexão 4G/LTE e roda Android 4.4 KitKat com HTC Sense 6 UI. É um aparelho bonito, com o corpo de metal escovado tal qual seu irmão maior M8.

htc-one-mini-2-002

htc-one-mini-2-005

htc-one-mini-2-004

htc-one-mini-2-003

A HTC diz que o One Mini 2 chegará aos países da Europa, África e Oriente Médio em junho, sem mencionar preços. Ainda não há informações de quando ele será lançado nos Estados Unidos e como é de praxe, ele será mais um smartphone que não dará as caras no Brasil oficialmente, o que é uma pena.

Fonte: PA.

relacionados


Comentários