Home » Hardware » Taiwan vai multar pedestres que enfiam a cara nos smartphones

Taiwan vai multar pedestres que enfiam a cara nos smartphones

Governo de Taiwan estuda possibilidade de multar transeuntes em US$ 10 por andarem na rua distraídos com smartphones, devido crescente número de acidentes

6 anos atrás

olha pra frente japinha

Um fato que muita gente se recusa a admitir é que boa parte da culpa dos acidentes de trânsito não é responsabilidade do motorista, mas de pedestres imprudentes. Muitas vezes vimos casos de gente que foi atropelada ou foi o estopim de acidentes simplesmente porque um transeunte resolveu atravessar fora da faixa ou mais comum ultimamente, insiste em andar enquanto fica absorto com seu smartphone.

Quando o celular se popularizou a combinação dele com motoristas e pedestres já era perigosa, e com a evolução dos gadgets isso só piorou, todo mundo quer fazer tudo ao mesmo tempo agora e esquece de priorizar a segurança. Longe de isentar motoristas imprudentes de sua parcela de culpa, pedestres também tem uma grande parte no crescente número de acidentes mundo afora. A Honda já vem estudando métodos para diminuir esse problema, e recentemente a operadora japonesa NTT DoCoMo em conjunto com uma universidade desenvolveu uma simulação demonstrando o quão catastrófico seria se todo mundo resolvesse andar e utilizar o celular ao mesmo tempo.

Só que quando a conscientização do público não surte efeito, só resta punir. É o que o governo de Taiwan está considerando, já que segundo avaliações boa parte dos cerca de 14 milhões de donos de smartphones do país (cuja população total é de 23,2 milhões, isso é muita gente) estão completamente viciados em seus smartphones. Campanhas tentando educar os motoristas a sempre dar a preferência não deram muito certo, e como o trânsito já é perigoso para quem está a pé sem envolver celulares, Taiwan estuda passar a multar os pedestres em US$ 10 por andarem e utilizarem o smartphone ao mesmo tempo. A medida é polêmica, mas os deputados acreditam que mexer no bolso seria a melhor maneira de educar a população.

Eu não deixo de concordar com a visão do governo de Taiwan, muita gente só aprende a se comportar quando há o fator dinheiro envolvido (no caso a perda dele). Governos do oriente já demostraram mudanças no comportamento da população quando pequenas infrações passaram a gerar multas; por exemplo, Singapura e várias cidades como Dublin, Paris e Austin punem o bolso do infrator que joga lixo no chão, e tais medidas deram resultado. Ainda que pareça exagero, é fato que muitos acidentes poderiam ser evitados e se o pedestre também tem que pagar pelo vacilo e continuar são e salvo, é uma medida válida.

Fonte: E.

relacionados


Comentários