Home » Hardware » Duas semanas com o Nokia 1520

Duas semanas com o Nokia 1520

Qual o veredicto, depois de usar um Nokia Lumia 1520 por duas semanas? Quais as vantagens e desvantagens de um celular de 6 polegadas? A tela grande realmente faz diferença? Há um preço a pagar por uma tela Full HD na palma da mão? Leia e descubra.

5 anos atrás

1520-1

Gin-tônica para escala (bananas estavam em falta)

Durante as últimas semanas tive a árdua tarefa de testar um Nokia Lumia 1520, usando como aparelho do dia-a-dia. Confesso que entrei com um preconceito claro contra aparelhos e tela grande. Será que 6 polegadas é grande demais? Dá para usar confortavelmente um aparelho desses? Há alguma vantagem?

Neste texto descrevei a experiência, tentando separar o que é gosto pessoal do que é informação factual, lembrando que o que serve para mim não serve para todo mundo. Cada caso é um caso, mas posso dar alguns spoilers:

1) aparelho é excelente e 2) Ned Stark morre.

1 — O Aparelho

O Lumia 1520 é enorme. 162,8 × 85,4 × 8,7 mm, mas não é proporcionalmente pesado. O Lumia 920 por exemplo pesa 185 g; o 1520, 209 g. É uma diferença que só traficantes consideram significativa. Por outro lado o 1520 é bem mais fino, é bom de segurar, mas não se anime. Ele não é um celular para usar com uma só mão. Eu que tenho ossos largos não consigo alcançar toda a tela com o polegar, sem segurar o aparelho perigosamente na ponta dos dedos.

Ele é feito para uso com as duas mãos, a não ser que você seja o Tropeço.  Aceite. A Nokia respeita as Leis da Física e não faz um telefone de tela maior que sua mão que caiba na mão.

Nos comerciais mostram gente guardando o Lumia 1520 no bolso da calça. NÃO FAÇA ISSO! Eu sou um atolado que já matou dois Kindles dessa forma. Celulares grandes NÃO devem ser levados na calça. São aparelhos para bolsa, mochila, pochete, capanga, mas não bolsos. Precisa ficar falando ou ouvindo música? Bluetooth.

Felizmente a Cortana tornará cada vez menos necessário ficar manipulando o aparelho.

O 1520 em si é um tetraedo de elegância, com formas arredondadas, botões discretos e uma tela apenas maravilhosa.

2 — A Tela

AH, a tela. Um painel IPS de 6 polegadas, Full HD, 1920×1080, com densidade pós-retina de 367ppi, 16 milhões de cores e o brilho dos cabelos da Daenerys. Infelizmente ele ainda está com o Windows Phone 8, que não faz uso pleno da tela Full HD. O  Lumia 920 usando WP 8.1 faz uso melhor do espaço, colocando mais tiles no mesmo espaço. Claro, o 1520 ainda é elegante com o 8.0 e o 8.1 vem aí de qualquer jeito.


201405059200-1

1520-4

 3 — O Ponto Alto 1 – Mídia

A vida de um cerumano é dividida em duas fases. Antes e Depois do Lumia 1520. Existe algo de mágico em assistir a um filme Full HD em uma tela de 6 polegadas, torna as 4,5 do Lumia 920 insuficientes. Mais DPI, mais resolução, mais brilho. É cinema em casa, só que na rua. Ou na cama.

1520-2

É uma questão de paralaxe, tamanho relativo. O 1520 a um braço de distância tem o exato tamanho de tela de minha TV de 32 polegadas a 3 m de distância. Para ter o mesmo tamanho o 920 precisaria estar bem mais próximo. Em termos de conforto o 1520 na mesa do bar é idêntico a uma TV na parede.

6 polegadas é perigosamente próximo do reino dos tablets, e conteúdo como planilhas ficam excelentes. Lembre-se, você está exibindo o conteúdo em uma tela com a mesma resolução de seu desktop, Full HD. Mapas, gráficos, notícias, tudo fica melhor. Claro, não dá pra editar um texto corpo 12, como no PC, mas dá pra você visualizar o texto como um todo, e isso faz a diferença.

4 — O Ponto Alto 2 – A câmera

Quando vazou que a Nokia iria lançar o Pureview eu achei uma idéia idiota. NINGUÉM precisa de 40 megapixels num celular. É verdade, e os arquivos de 35 Mp que o Lumia 1020 produz provam isso. Também provam que eu era um idiota e não havia pensado nas possibilidades como oversampling e zoom digital sem perda, reenquadramento e outros recursos.

O 1520 também tem Pureview. Ele entrega uma excelente imagem de 5 Mp, 3072 × 1728 pixels, processada de uma câmera de 20 Mp. Se você quiser ele pode salvar em JPG OU em formato Negativo Digital o arquivo de 5376 × 3024 pixels. Aqui um exemplo da câmera:

nokiasmallWP_20140430_16_57_10_Pro

A imagem original sem retoques em 5 Mp pode ser acessada neste link aqui. O original do original, em 20 Mp, neste aqui.

Por mais óbvio que pareça, o 1520 é mais confortável para usar do que um iPad, e te dá uma visão do objeto fotografado melhor que um celular de tamanho normal. Mesmo assim eu achei mais pro lado do desconfortável. O ganho da tela maior não existe, você apenas aproxima mais do rosto o celular normal. Ele brilha mesmo é na hora de revisar as imagens.

5 — O Ponto Alto 3 – A bateria

1520-3

Eu juro que tentei, mas só consegui descarregar a bateria do 1520 uma vez. Dentro dele há uma versão miniatura de um ZPM de Stargate, ligada em um MrFusion, conectada a um reator de arco do Stark, controlados por uma cópia do Anel Um. Diz a Nokia que a bateria tem capacidade de 3.400 mAh. Pelos meus cálculos passa de 1,21 GW; se você andar a mais de 88 mph com o 1520 vai começar a achar sua mãe gatinha.

Em todos esses anos nessa indústria vital é a primeira vez em que me sinto confortável em sair pra rua com um smartphone, sem ter hora para voltar e não me preocupo em levar baterias extras. E isso usando 4G, Wi-Fi e Bluetooth. E GPS. E NFC, que ninguém lembra de desligar.

Claro, se você passar o dia inteiro vendo filmes Full HD, fazendo streaming e calculando a resposta para a vida, o Universo e todo o resto, uma hora a bateria acaba, mas não vai ser em uma tarde na praia.

6 — O Ponto Alto 4 – A CPU

O 1520 roda em cima de um Krait 400 quad-core a 2,2 GHz. Esse bicho mais a GPU Adreno 330 garantem que mesmo que ele tenha que gerenciar uma tela de desktop decente, funcione com velocidade de resposta de celular.

Testando com o bechmark IMPACT,  o 1520 conseguiu executar o demo em consumindo 55,7 s de CPU. O Lumia 920, dual-Core, levou 113,03 s. Meu desktop, um AMD Phenom II X4 965 rodando a 3,4 GHz levou 24,55 s.

Esse poder de processamento parece exagerado mas no dia-a-dia perdemos tempo demais com pequenas pausas, programas que demoram a abrir arquivos, efeitos de tela que em CPUs mais antigas ficam lentos e processos em background que rodando mais lentamente por mais tempo acabam consumindo mais bateria.

7 — O Ponto Ruim 1 – Aplicativos

1520-5

Instagram aberto em página aleatória

Na imagem acima vemos o Instagram no 920 e no 1520. A diferença é essencialmente… duas linhas. A impressão que dá (que os deuses me perdoem) é que estou usando Android, com aplicações que assim como Ruby, não escalam. Temos muito mais área de tela, mais DPI, mais resolução, mas o sistema operacional não consegue fazer mágica, o layout não é fluído o suficiente.

A maioria das aplicações para o 1520 é assim, inclusive as nativas. Em casos como o Office a resolução é aproveitada, mas em outros você acaba com… letras grandes. Isso, claro, tende a mudar, com o Full HD se tornando padrão em smartphones, mas até lá temos que conviver com essa deficiência.

8 — O Ponto ruim 2 – O Tamanho

Tem gente que mataria por um celular grande assim. Eu adoraria uma tela grande assim mas um celular de tamanho normal. Quem tem hábito de ficar o tempo todo online não sobrevive com o celular na mochila, e o 1520 decididamente não é celular pra levar no bolso da calça. Acho que a única forma de agregar o melhor de dois mundos seria com um Relógio Inteligente, mas não há nada no mercado que chegue perto da integração exigida.

Se eu andar com o 1520 por muito tempo eu vou quebrar, independente de Gorilla Glass 2, gabinete de Adamantium ou seja lá o que inventem. TALVEZ com uma capa daquelas de alumínio da DX eu me sentisse mais seguro. Couro não. Eu quebrei o Kindle mesmo com uma capa dessas.

Claro, é uma questão pessoal, se você gosta de celular grande e não é um completo atolado, deve considerar o 1520.

9 — Conclusão

1520-6

O Lumia 1520 é um excelente aparelho para quem queria uma tela maior, e tende a melhorar, quando as aplicações alcançarem os recursos de hardware.

É polibanda, aceita cartão de memória de até 64 GB, 4G, e o áudio tem Crosstalk de -89,4 dB. Seja lá o que for isso, no meu tempo Crosstalk era um cabo. Acho que o 1520 preenche o nicho de quem faz muito consumo de dados, precisa de uma tela grande e não quer se preocupar com bateria.

Não é um aparelho para todo mundo, mas convenhamos, nenhum é. Por anos ouvi gente reclamando do tamanho da tela do iPhone. Nunca dei bola. Saiu o 920, vi que realmente a tela maior faz diferença. Pra mim é o tamanho ideal, mas se você ainda quer mais, vá de 1520. Eu quase fui, e sentirei saudades de ver Netflix nele, mas me conheço.

Para saber mais:

Leia mais sobre: , , , , , .

relacionados


Comentários