Home » Hardware » Amazon apresenta o fireTV, seu set-top box e console de games com nome igual a um console pornô

Amazon apresenta o fireTV, seu set-top box e console de games com nome igual a um console pornô

Da série “Sério que ninguém pensou?” Amazon lançou um equipamento de streaming com nome quase idêntico ao de um equipamento de streaming pornô. O site não, o nome do site é o mesmo. Você busca o da Amazon, cai no XXX. Parabéns aos envolvidos!

5 anos e meio atrás

pornoamazon

Muito tempo atrás, nos primórdios da internet um autor da revista (pergunte a seus pais) Wired registrou o domínio McDonalds.com. Subiu um site inócuo e escreveu uma matéria sobre como essa tal de internet poderia dar samba, como as empresas estavam pisando na bola em não proteger seus nomes, etc. Screenshots feitos, ele contactou o McDonald's tentando passar o domínio pra eles. Não conseguiu.

Várias ligações ficaram sem resposta, cartas eram ignoradas, chegaram a dizer em um raro retorno que não tinham interesse em ter um site na internet. Eis que um belo dia chega uma carta ameaçadora do Adevogado do Ronald, exigindo domínio, sob pena de processo, bla bla bla.

De lá pra cá a gente acha que a coisa mudou, que as pessoas prestam mais atenção quando trabalham com internet, mas enquanto o gerenciamento de projetos estiver a cargo do pessoal mais velho, que não cresceu online,  que não tem malícia, malemolência, maldade, besteiras vão acontecer. 

Você imagina que o lançamento de um produto, ainda mais de uma grande empresa, será fruto de uma imensa pesquisa, não? Pois é, eu também imagino. Mas não é assim que funciona. Como exemplo temos a Amazon, que lançou seu FireTV, uma mistura de Apple TV com videogame que parece ser bem promissor. Só que não é o primeiro.

Não é o primeiro não só no sentido de Set-Top Box, mas não o primeiro no sentido de Set-Top Box chamada FireTV. E piora.

Nesta matéria aqui do Techcrunch eles mostram que em 2008 foi lançado um hardware, atrelado a um serviço de streaming chamado… Fyre TV.

abby_rode_fyretv

É, isso mesmo, o negócio era um streaming de conteúdo pornô, pioneiro, funcionava redondinho enquanto o Netflix ainda engatinhava. Claro, muita gente andava de 4 no Fyre TV mas por outros motivos. O hardware se tornou obsoleto e desnecessário, computadores são poderosos o bastante para exibir streaming de vídeos educativos sem necessidade de equipamentos dedicados, a não ser o seu.

A empresa vai firme e forte, com pérolas em seu acervo como “Babysit my Ass 2” e “My wife caught me assfucking her mother”. Esse é do Kurosawa, acho.

Como eu sei? Entrei no site da empresa, FyreTV.com, que recomendo veementemente que você não acesse a não ser que seu chefe seja MUITO liberal.

Agora a cereja do bolo: se você digitar (não digite) FireTV.com, será redirecionado pro FyreTV.

Isso mesmo. A Amazon bolou um produto, projetou, testou, experimentou, avaliou, carimbou (essencial, se quiser voar) e em momento algum nenhum CORNO se deu ao trabalho de digitar o nome do produto PONTO COM.

Todo desavisado que resolver saber mais sobre o FireTV da Amazon e tentar a URL lógica, nome do produto ponto com cairá num site cheio de imagens cabeludas. (na verdade não, isso era uma moda mais dos anos 80)

Claro, isso não é exclusividade da Amazon, durante anos o endereço Whitehouse.com era usado por um site pornô, whitehouse.org era uma paródia excelente e até hoje whitehouse.net é uma tentativa fracassada de piada dos republicanos.

Fonte: TC.

relacionados


Comentários