Home » Hardware » Veja o que acontece quando 1.500 pessoas tentam andar e usar o celular ao mesmo tempo

Veja o que acontece quando 1.500 pessoas tentam andar e usar o celular ao mesmo tempo

Simulação da NTT Docomo e Universidade de Aichi mostra o que acontece quando 1.500 pedestres tentam atravessar um cruzamento com a cara enfiada no celular

6 anos atrás

shibuya-crossing-simulation-001

Nós já conhecemos os efeitos nocivos de utilizar celulares enquanto andamos na rua ou pior, enquanto dirigimos. Embora sempre pensemos que "não vai acontecer comigo", a verdade é que o aparelhinho sempre representou um perigo para motoristas e transeuntes. Quando o celular digievoluiu para smartphone a coisa só piorou, a possibilidade de fazer tudo ao mesmo tempo e economizar tempo precioso enquanto nos deslocamos permite que acidentes envolvendo celulares se tornem cada vez mais comuns.

No Japão isso é uma preocupação genuína. A Honda já demonstrou uma tecnologia que utiliza GPS e um sistema integrado que avisa tanto o motorista quanto o pedestre quando ambos estão se aproximando de forma perigosa. A operadora local NTT Docomo, a maior do país vem há tempos educando a população de que utilizar o celular enquanto anda ou dirigir é perigoso, inclusive com uma campanha bem escandalosa na estação de Shinjuku.

Entretanto uma coisa é utilizar imagens com mensagens educativas, e outra é mostrar o que aconteceria na prática se todo mundo enfiasse a cara no smartphone e não olhasse para a frente enquanto anda. Por isso a operadora e a Universidade Tecnológica de Aichi se uniram para criar um modelo computacional, mostrando 1.500 pessoas utilizando smartphones tentando atravessar o cruzamento de Shibuya - um dos mais movimentados do país. Considerações foram levadas como altura e peso e a simulação conta com três tipos de transeuntes diferentes, com velocidades de deslocamento distintas. O campo de visão de cada boneco é limitadíssimo, restrito apenas ao celular e um pouquinho da periferia. Considerando o tempo em que normalmente o cruzamento é aberto aos pedestres o resultado final é hilário, embora preocupante:

http://www.youtube.com/watch?v=3NDuWV9UAvs

Pois é. De 1.500 pessoas apenas 547 conseguiram atravessar o cruzamento no tempo regulamentar; ocorreram 446 colisões, 103 quedas de pedestres e 21 smartphones foram ao chão. No fim vale a máxima, não importa se a pé ou dirigindo, pare de utilizar o smartphone em movimento.

Fonte: Reuters.

relacionados


Comentários