Home » Mobile » Espionagem norte-americana teria feito o governo russo trocar iPads por tablets Samsung

Espionagem norte-americana teria feito o governo russo trocar iPads por tablets Samsung

Governo de Vladimir Putin fez com que os servidores públicos trocassem iPad por Galaxy Tab recentemente. Motivo? Possibilidade de espionagem norte-americana. Quem sai no lucro é o Samsung Knox e o Yandex, concorrente russo do Google.

6 anos atrás

Laguna_Steve_Jobs_Dmitri_Medvedev

Apple era amiga da Rússia (Crédito: Dmitri Medvedev)

Em junho de 2010, o então presidente e agora primeiro-ministro russo Dmitri Medvedev visitou o Vale do Silício a negócios e, no campus da Apple, recebeu um iPhone 4 de presente das mãos do saudoso CEO da empresa, Steve Jobs. Medvedev inclusive usou o smartphone para mandar seus primeiros tweets, um deles sendo a foto acima, que está no TwitPic pessoal dele.

Uns 3 anos e 9 meses depois, o ministro russo das telecomunicações, Nikolai Nikiforov, veio a público acabar com a amizade que a mãe Rússia tinha com a Apple: os funcionários do governo russo tiveram que trocar recentemente seus iPads por Galaxy Tabs.

O motivo seria a espionagem norte-americana. NSA, aquela mesma. Segundo Nikiforov, o descarte de iPads não seria uma sanção russa aos produtos yankees em resposta às medidas ocidentais tomadas contra a Crise na Ucrânia. Contudo, segundo ele, os russos estão receosos sobre o futuro interesse dos Estados Unidos na Federação Russa e isso levou o governo de Putin a repensar sobre sua preferência em marcas e grifes estrangeiras.

O ministro russo apontou que um iPad não seria tão seguro quanto um tablet Samsung, especialmente os aparelhos mais novos da coreana, que contam com o Samsung Knox e assim teriam como transportar informação confidencial com bastante segurança. Segurança essa que seria satisfatória para o Kremlin de Moscow.

Laguna_Vladimir_Putin_iPad

“Camarada, que app é esse no meu iPad?” (Crédito: Cult of Android)

Algumas das informações em reuniões do governo são de natureza confidencial e estes dispositivos respondem plenamente às exigências e passaram pelo sistema mais rigoroso de certificação.” — Nikolai Nikiforov

Essa recente medida do governo russo poderia abrir aquele mercado não apenas para a Samsung como também para diversos fabricantes locais e chineses. Sobre o mercado local, o Google enfrenta a concorrência do Yandex e esta companhia russa também conta com o Yandex.Kit, que seria um concorrente russo do Google Mobile Services no Android.

Seja como for, o recente abandono dos iPads não seria a primeira vez que o governo russo apresenta preocupação com os dispositivos utilizados por seus funcionários: em agosto de 2012, a Rússia apresentou um protótipo de tabletquase Android” só que sem os serviços Google e com criptografia reforçada. Isso sem falar naquela paranoia de voltar a usar máquinas de escrever, lá em julho do ano passado, para evitar quaisquer vazamentos de informação eletrônica. Como se a Rússia fosse inocente em espionar outros países.

É irônico pensar que Vladimir Putin já sorteou iPad 2 entre as mulheres que tirassem a roupa pela sua campanha presidencial. Bons tempos:

relacionados


Comentários