Home » Internet » Turquia promete OBLITERAR, ERRADICAR o Twitter

Turquia promete OBLITERAR, ERRADICAR o Twitter

Adivinha qual o país marromeno que bloqueou o Twitter em todo território nacional por postarem denúncias de corrupção que o chefão não gostou. Adivinhou? Errou, foi a Turquia, mas o pessoal já contornou o esquema.

6 anos atrás

deadtwitter

A internet é uma pedra no sapato de um monte de gente, principalmente políticos corruptos. E quanto mais adeptos de métodos de administração criativos mais detestam a internet, e tentam de tudo para calar seus críticos. A Turquia é um celeiro desses políticos, encabeçados pelo Primeiro-Ministro Recep Tayyip Erdoğan.

Patrocinador de Leis como uma que isenta políticos da necessidade de ordem judicial para tirar sites difamatórios do ar, o (nada) nobre Erdoğan está sendo alvo de uma série de denúncias de corrupção. As denúncias, que pipocaram na internet turca envolvem gravações telefônicas do Ministro e o filho, discutindo uma propina de US$ 10 milhões para garantir benefícios fiscais na construção de um oleoduto, conversas com um editor de um jornal combinando matérias detonando opositores, pacote completo.

Como todo bom político, Erdoğan subiu nas tamancas. Contra o Twitter. Exigiu que apagassem as contas que estão tuitando as “calúnias”. O Twitter, claro, obrou e andou pras exigências. Erdoğan ligou pra um juiz amigo e saiu pro ataque. Em um evento público, disse:

Agora temos uma ordem judicial. Nós vamos obliterar o Twitter!
 
Não me importo com o que a comunidade internacional diga. Eles vão ver a força da república turca!”

Sem perder tempo, pois as eleições vem aí e ele quer manter o partido — que está no poder desde 2002 — mandando, Erdoğan conseguiu que dia 20/3 o Twitter fosse banido em todo território turco. Em um país de 76 milhões de habitantes, o Twitter era usado por 10 milhões. Agora eles davam de cara com uma tela de erro se acessassem o serviço.

Em teoria, na prática o gateway de tweet por telefone ainda estava funcionando, e pra completar o bloqueio do governo turco foi o mais incompetente possível. Simplesmente editaram manualmente a entrada do domínio Twitter.com nos servidores DNS. Os tuiteiros mais safos começaram a usar servidores DNS estrangeiros, e para que todo mundo fosse informado, fizeram coisas assim:

foiraquer

A média de tweets turcos mal se alterou. Pior. Até o Presidente da Turquia, Abdullah Gul, continuou tuitando, pra deleite da galera. A enfiada de faca com direito a girada veio quando ele declarou que “um desligamento total das redes sociais não pode ser aprovada”, e que somente páginas individuais devem ser retiradas do ar. Mesmo assim, com ordem judicial e se for caso de violação de privacidade.

Por enquanto o Twitter na Turquia continua tecnicamente fora do ar.  Erdoğan não se manifestou, nem pela TV nem por sua — ah, ironia — conta no Twitter.

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários