Home » Destaques » Google revela o Android Wear, um sistema operacional para gadgets vestíveis [UPDATE]

Google revela o Android Wear, um sistema operacional para gadgets vestíveis [UPDATE]

Google apresenta novo sistema operacional Android focado especificamente em gadgets vestíveis, como relógios, pulseiras e óculos. Para quem já conhece o Google Now e seus cards, adaptação pode ser algo trivial.

5 anos atrás

rx0vlqy.0_standard_670.0

Há alguns dias atrás o amigo Gogoni divulgou que o Google iria lançar SDK do Android para wearables.

A missão seria permitir que os fabricantes utilizem uma versão do Android especializada não só para smartwatches como também pulseiras, óculos inteligentes e outros tipos de produtos.

Pois bem: hoje a empresa empresa finalmente apresentou o Android Wear, um sistema operacional para gadgets vestíveis.

Trata-se de uma versão do Android projetada especificamente para dispositivos inteligentes, como os chamados smartwatches.

O Google lançou um vídeo mostrando um conceito do que pode vir a se tornar sua interface principal, veja:

http://www.youtube.com/watch?v=QrqZl2QIz0c

Além do que foi esboçado no comercial, a empresa anunciou várias características legais que estarão incluídas nesta versão, como sensores para aplicativos de monitoramento de exercícios e de saúde — o que pareceu ser um recurso fundamental do sistema — além medições de velocidade em tempo real, informações de trajetos e distâncias entre dois pontos.

Para quem corre ou vai de bicicleta, sim, mas também nos já tradicionais métodos do Maps para encontrar melhores rotas para carros ou dados sobre quais transportes públicos estão disponíveis naquele momento.

Aliás, para quem já é usuário do Google e conhece o Google Now e seus cards, sabe quão útil isso pode ser. Com um comando de voz é possível receber informações sobre seus compromissos, vôos, viagens, placar do jogo do seu time do coração, temperatura e clima do local, responder mensagens de texto, fazer pesquisas, procurar locais próximos usando filtros por interesse, tudo por voz.

E o Google já está em contato com empresas parceiras para criar vários modelos, em vários tamanhos e formatos. Inclusive redondo, que é um requisito de diversas pessoas que eu conheço. “Relógio tem que ser redondo!” foi uma frase que eu li bastante em fóruns e grupos de tecnologia dos quais eu participo.

Aos developers, dêem uma olhada:

http://www.youtube.com/watch?v=0xQ3y902DEQ

Com isso a empresa entra com pé na porta e tapa na cara em um ramo que conta com outros produtos como o Gear da Samsung, que já parecia um pouco antiquado e agora parece de outra década.

Não sabemos ao certo em quanto tempo um produto real estará no mercado, a Motorola promete algo pro final deste ano, mas como um desenvolvedor eu tenho cá minhas ideias. E lá vamos nós perder algumas horas de sono.

Mas, de forma geral, como um geek de tecnologia e usuário de Android, fiquei empolgado e usaria um relógio assim. Pricipalmente se eu puder escolher sua interface e transformá-lo em um relógio apenas, nos momentos que eu não estiver utilizando suas funções inteligentes. Não que um relógio não seja algo inteligente, mas vocês entenderam.

Aliás, essa já é uma ótima ideia: criar um launcher amplamente personalizável que inclua uma interface minimalista.

Onde está esse SDK mesmo? Bom, por enquanto só é possível se inscrever no Android Wear Developer Preview, que vai trazer novas APIs e os já tradicionais exemplos de códigos fontes e emuladores. No aguardo, produção.

[UPDATE] Amigos me avisaram que a Motorola já anunciou também um relógio que vai usar a tecnologia do Android Wear. Ele se chama Moto 360. Veja algumas imagens:

moto360_01

moto360_02

moto360_03

moto360_04

silver_metal_600_000271

silver_metal_600_00027

silver_metal_600_000272

silver_metal_600_0002723

silver_metal_600_0002722

E aí, o que achou? E que função acharia bacana ter em um smartwatch?

Fonte: Google.

relacionados


Comentários