Home » Games » Microsoft » Analista acredita que Xbox One terá versão sem o Kinect

Analista acredita que Xbox One terá versão sem o Kinect

Alegando que o Kinect se tornou algo irrelevante, o analista Michael Pachter disse acreditar que em breve teremos a opção de comprar um Xbox One sem o acessório. Você gostaria que isso acontecesse?

6 anos atrás

xbox-one

O analista Michael Pachter costuma ser bastante polêmico em suas previsões, ora dizendo o óbvio, ora jogando coisas o ar que dificilmente acontecerão, mas uma de suas últimas declarações me chamou a atenção, não porque acredite piamente no que previu, mas porque eu gostaria muito que se tornasse realidade.

Alegando que o Kinect era o filho favorito de Don Mattrick, executivo que não está mais na Microsoft, ele afirma que devido a adoção dos tablets e smartphones, dispositivos que acredita serem suficientes para substituir o acessório, como por exemplo para darmos comandos aos Xbox One, o analista disse que o Kinect se tornou irrelevante e que por isso por isso logo teremos a possibilidade de comprar o console sem ele.

Na opinião de Pachter, essa mudança nos planos não deverá acontecer em 2014, ficando para o ano que vem e comparou a situação com aquilo que aconteceu com o Xbox 360 que passou a ser vendido com apenas 4 GB de espaço para armazenamento. Ou seja, talvez um dia tenhamos a opção de adquirirmos por US$ 400 um Xbox One sem Kinect e com o atual HD de 500 GB, ou outro modelo mais encorpado, que viria com o acessório e quem sabe, um HD de 2 TB.

Pode até ser que o odiado sujeito esteja apenas especulando livremente, mas se considerarmos que o Kinect é o principal responsável pela diferença de preço em relação ao PlayStation 4 e que até agora ele só serviu para darmos comandos de voz, imagino que muitas pessoas adorariam ter a possibilidade de pagar menos pelo Xbox One e se livrar do que alguns consideram um estorvo.

O fato é que até o momento o PlayStation 4 vendeu quase o dobro do que a Microsoft conseguiu com o seu console e reduzir o preço poderia ser uma maneira de tentar aumentar a disputa. Independente disso, eu continuo achando que para os games o Kinect está bem  longe de ser o acessório que muitos imaginaram que seria, mesmo com todo o ganho técnico que ele teve nesta nova geração e por isso, não sentirei nenhuma falta dele caso sua fabricante perceba que, repito, para games, ele não vingou.

Fonte: Dualshockers.

relacionados


Comentários