Home » Ciência » O que a Virgem quer com a Maçã? Isso mesmo, lutar contra a serpente do aquecimento global

O que a Virgem quer com a Maçã? Isso mesmo, lutar contra a serpente do aquecimento global

Apoiando a posição de Tim Cook perante acionistas da Apple, o Tony Stark da Virgin, Richard Branson, solta esta contra aqueles que se opõem à existência do aquecimento global: “saiam de nosso caminho!”

6 anos atrás

Laguna_Richard_Branson_Michelle_Esposito

Richard Branson com uma fã mais comportada que a Dita Von Teese (Crédito: On the Blog)

Dia desses, durante reunião com os acionistas, Tim Cook rejeitou categoricamente a sugestão de um investidor em diminuir a dedicação sócio-ambiental da Maçã: o CEO da Apple mandou o tal acionista cético vender suas ações da empresa. E parece que essa “modinha” de defender coisas “idiotas” como “sustentabilidade” e “crédito de carbono” encontrou forte apoio fora da loja de frutas do tio Estevão Trabalhos.

Estamos a falar do candidato a Tony Stark Richard Branson, CEO da Virgin Group que em seu blog pessoal defende a atitude da Maçã maligna de Cupertino em acreditar no “mito” do aquecimento global. Nas palavras dele:

Laguna_Richard_Branson_CCW_Summit4

Sustentabilidade, vamos investir nisso! (Crédito: Richard Branson)

Estou enormemente impressionado com o CEO da Apple, Tim Cook, pelas palavras firmes dele contra os investidores que negam a existência do aquecimento global e também por exigir que a empresa que ele administra dê benefícios para as pessoas e para o planeta, algo além dos lucros.
 
Tim Cook dizia que a Apple queria um mundo melhor do que aquele que encontramos. Isso vale para a Virgin também e deveria servir de exemplo para cada organização deste planeta.
 
Mais empresas deveriam seguir a posição da Apple no sentido de incentivar mais investimentos em sustentabilidade. Enquanto Tim Cook teve a coragem de dizer aos investidores céticos que vendessem suas ações, eu gostaria de solicitar àqueles que negam a mudança climática a saírem de nosso caminho.” — Richard Branson, épico CEO da Virgin Group.

Detalhe que esse discurso não é apenas da boca pra fora: a Virgin Group está a frente do Ten Island Renewable Challenge, uma ideia que pretende ampliar a oferta de energia vinda de fontes renováveis em toda a região do Caribe.

Sete países caribenhos comprometeram-se a competir amigavelmente para ver o quão rápido tais Estados insulares poderiam substituir suas fontes de energia tradicionais (que usam combustíveis fósseis) por tecnologias mais eficientes, mais verdes, mais limpas para o meio ambiente.

Além dessa competição internacional que pretende se estender globalmente, uma série de projetos específicos nos pequenos arquipélagos caribenhos foi acordada, com um investimento inicial de US$ 250 milhões nessa região da América Central. Para saber mais sobre eles, dê uma bela olhada na Carbon War Room e curta o vídeo abaixo:

Sobre o aquecimento global ser um mito, o tio Laguna gostaria de terminar citando mais uma vez o Richard Branson defendendo a posição do Tim Cook perante aqueles acionistas da Apple, céticos sobre caros investimentos em fontes de energia mais verdes:

Se 97 por cento dos cientistas concordam que houve um aquecimento global ao longo do século XX e, se esse número não é convincente, eu não sei o que seria [plausível para os que negam esse crescente efeito estufa, uma tendência climática que foi devido às atividades humanas].”

Steve Jobs ficaria orgulhoso de ter alguém assim como aliado, não acham?

Fonte: TV e TG.

relacionados


Comentários