Home » Hardware » Rumor: Tami Reller e Tony Bates estão deixando a Microsoft

Rumor: Tami Reller e Tony Bates estão deixando a Microsoft

Segundo fontes, a CMO Tami Reller e o ex-CEO do Skype Tony Bates estão prestes a deixar a Microsoft, em mais um capítulo da reestruturação da empresa

6 anos atrás

microsoft

E a dança das cadeira na Microsoft continua. Depois de Satya Nadella assumir o cargo de CEO, de Bill Gates deixar o cargo de diretor do conselho e Stephen Elop assumir a Divisão de dispositivos e Estúdios, mais dois cargos estão mudando de mãos: de acordo com fontes internas próximas, a CMO Tami Reller e o VP executivo de Desenvolvimento Corporativo Tony Bates estão se desligando de Redmond. Nadela teria notificado o staff na sexta-feira e o anúncio oficial pode ser realizado nesta terça-feira.

Não há maiores informes de para onde ambos irão, embora essas podem não ser as únicas mudanças a acontecer em breve no quadro de executivos de Microsoft. De acordo com as fontes, o vice-presidente executivo de Estratégia Avançada Eric Rudder assumirá o cargo de Bates e o VP Corporativo Chris Capossela ficará com a divisão de Marketing de Reller, embora também absorva a parte de Publicidade da divisão de Mark Penn, atualmente Publicidade e Estratégia. Há quem diga que Penn é o próximo a rodar nessa faxina que Nadella está promovendo.

tami-rellerA CMO Tami Reller é assim como a atual chefe de experiência de Aplicações e Serviços Julie Larson-Green, a CFO Amy Hood e a VP executiva de Relações Humanas Lisa Brummel, uma das mulheres fortes de Redmond. Presente na Microsoft desde 2001, quando a empresa em que trabalhava desde 1984 Great Plains Software foi adquirida, ela exerceu várias funções e chegou a ser a CFO após a saída de Steven Sinofsky, até Ballmer reorganizar o quadro de executivos. Reller não permanecerá na Microsoft muito provavelmente pelo fato que seu relacionamento com Penn não é dos melhores, já que Ballmer a teria colocado numa sinuca de bico até para que ela o controlasse. Apesar disso ela permanecerá na empresa até a transição estar completa (cujo deadline é muito provavelmente a conclusão do negócio de aquisição da Nokia, quando Elop ficará com o cargo de Larson-Green e a mesa passará a se reportar ao VP executivo de Aplicações e Serviços Qi Lu).

tony-batesPor outro lado a saída de Tony Bates é imediata, muito provavelmente pelo fato dele ser um dos candidatos ao cargo de CEO e não possui nenhuma promoção à vista, e estaria sendo removido do quadro de executivos da Microsoft para evitar atritos posteriores com Nadella. Bates entrou na Microsoft em 2011, quando a Skype foi adquirido por US$ 2,6 bilhões. Bates trabalho por 14 anos na Cisco como responsável pelo setor de estratégia e desenvolvimento, e foi contratado como CEO do Skype em 2010. Com sua saída da Microsoft, há boatos que possa assumir a GoPro, que está prestes a abrir IPO.

Embora preferia que Reller permanecesse na empresa (isso se a saída de Mark Penn for confirmada), é possível que Nadella - ou o conselho - esteja removendo executivos ou os mudando de funções para evitar atritos ao máximo e manter a Microsoft focada. Já Bates sair era esperado, a última coisa que alguém poderia querer era um ex-candidato a capitão do barco reclamando pelos corredores de Redmond, e ele já havia dito ao atual CEO que não pretendia ficar muito tempo na Microsoft; antes de assumir o Skype seu objetivo de vida era "se tornar CEO antes dos 45", então ele não se contentará com menos que isso.

Fonte: re/code.

relacionados


Comentários